O banqueiro brincalhão, a dívida, os direitos

O défice afinal era outro, donde a obsessão com ele estar a encher as notícias. Os funcionários públicos vão perder poder de compra, os não públicos é já a seguir, um banqueiro preocupado porque as mordomias dos banqueiros vão timidamente pagar imposto, coitados dos banqueiros, é o discurso que vai ocupando a comunicação, que nestas coisas é muito social, à sua maneira.

Mas também há direitos, ou não há, para começar o direito ao trabalho, sem recibos verdes, com contratos, com regras, e esta petição. Peticionar é o pouco que sobra quando só se olha para um lado do défice, se esquece o que gastamos com os banqueiros

A banca teve “um comportamento espectacular nesta crise

também disse Ricardo Salgado sem se rir, Ricardo Salgado: vá viver com o salário mínimo um mês, apenas um, que todos temos direito ao riso, e eu quero rir à sua custa, olho por olho, gargalhada por gargalhada.

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, joao cardoso. joao cardoso said: O banqueiro brincalhão, a dívida, os direitos: O défice afinal era outro, donde a obsessão com ele estar a encher … http://bit.ly/cwX50Q […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.