Tony Blair é um criminoso de guerra, ou uma justificação para o terrorismo


Juntamente com George W. Bush, Jose Maria Aznar e Durão Barroso, Tony Blair não passa de um criminoso de guerra. Tem as mãos sujas de sangue e, por mais justificações que continue a dar, o seu lugar na História já está assegurado. Foi o responsável por milhares de mortos inocentes no Iraque. Acredito que durma tranquilamente durante a noite.
É pena que ninguém pegue em gente desta e a leve ao Tribunal de Haia. Porque ao ouvir as palavras vomitadas desta forma, é impossível não pensar por vezes que, afinal, os terroristas limitam-se a lutar com as armas que têm. Como dizia Bin Laden há poucos dias, se os árabes não podem dormir tranquilos com a ameaça israelita, por que razão poderão os americanos dormir tranquilos?
Ah, e só mais uma coisa de que o senhor Blair se esqueceu: com Saddam, não existia terrorismo no Iraque.

Comments

  1. Frederico Mendes Paula says:

    Criminosos de colarinho engomado estão imunes. Quem paga são os de pé descalço.


  2. Posts destes são muito importantes Ricardo, para desmascarar os verdadeiros criminosos de guerra. Os verdadeiros, que não põem o cu em Haia, porque Haia é uma criação dos criminosos. São responsáveis, da forma mais gratuita, por centens de milhar de mortos e ainda têm o privilégio de vir às televisões de todo o mundo tentar branquear os seus miseráveis e incomensuráveis crimes contra a humanidade. Estas quatro figuras que apresentas no post são profundamente repugnantes, podendo ser comparadas, em modos e tempos modernos a três hitlerzinhos e um criado, mas o blair, não sei porquê, consegue ser, para mim, o mais abjecto, o mais podre de todos, o mais parecido àquilo a que podemos chamar esterco humano. Como é possível? Terrorismo? Haverá maior razão para existir terrorismo do que este abominável retrato de família, enxertado de um sorriso tão alarve? Nem arcaboiço têm para ser monstros, mas as consequências da sua delinquente infantilidade e irracionalidade são profundamente monstruosas. A História ainda os há-de mostrar como os quatro vermes do apocalipse.

  3. Luis Moreira says:

    Agora que se foram, como é possível que estes vermes já tenham sido os senhores do mundo? A sociedade civil tem que ter voz!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.