Já alguém viu outro alguém correr atrás do prejuízo?

 fut

A coisa nasceu há já uns bons anos. Na rádio. Primeiro surgiu devagar, depois, como os coelhos, foi-se reproduzindo de forma rápida e imparável. Generalizou-se por muitos dos relatadores e comentadores futebolísticos das rádios, das nacionais às locais, passou a ocupar espaço no léxico dos narradores e comentadores de futebol das televisões e até chegou aos jornais, num contágio fulminante.

A frase é simples e até pode soar bem: “correr atrás do prejuízo”. Sim, todos sabemos o que pretende dizer. Mas, já agora, um esclarecimento: alguém no seu perfeito juízo corre atrás do prejuízo?

Já calculava que a resposta fosse não. Então e se deixassem de usar a frasezinha parva, hem?

Comments

  1. maria monteiro says:

    mesmo assim é sempre melhor correr pelo prazer de correr e de preferência ao ar livre

  2. Manuel Sousa says:

    Penso que a frase se refere a quem após ter sofrido um prejuízo, acelera nas suas acções para tentar minorizar o mesmo.
    Pelo facto seria mais correcto dizer: “Correr DEPOIS do prejuízo”.
    Na forma correntemente utilizada, realmente não faz sentido.
    Daí eu nunca a utilizar e sentir um arrepio sempre que a ouço….

  3. Luis Moreira says:

    Não, a frase vem direitinha daqueles homens que dão pelo nome de ” homens do fraque”. Cobram dívidas e então andam atrás do caloteiro, da dívida…

  4. maria monteiro says:

    Esses andam mais de carro, quem corre são os caloteiros… a fugirem deles

  5. Carlos Loures says:

    Não tenho a certeza, mas parece-me que a expressão nos chega, como muitas outras, do Brasil. Pelo menos em português de Portugal não faz sentido. Só um tonto correria atrás de um prejuízo. Corre-se atrás de, ou persegue-se, uma vantagem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.