Ando a trabalhar para pagar o Rendimento Mínimo

A frase, ouvi-a ontem à porta de uma IPSS. Pelo que percebi, nos breves momentos em que aproveitei para ouvir a conversa fingindo que espreitava uma montra, a autora da frase falava com uma amiga, Assistente Social daquela IPSS. Exactamente assim: «Ando a trabalhar para pagar o Rendimento Mínimo».
Os calores começaram-me logo a subir, como sobem sempre que ouço uma frase do género. Mas a frase da Assistente Social salvou-me. Valha a verdade que não era uma senhora que devesse muito à beleza (assim um misto de Gabriela Mistral com Catherine Ashton), mas naquele momento só me apeteceu beijá-la.
– «A trabalhar para pagar o Rendimento Mínimo??? Eu não trabalho para pagar o Rendimento Mínimo! É minha obrigação contribuir para aqueles que são menos afortunados do que eu! E não me custa nada. O que me custa é andar a trabalhar para pagar os lucros dos Bancos e de quem não paga impostos.»
Continuou a vociferar – contra os Bancos que pagam poucos impostos, contra quem não paga impostos dos lucros na Bolsa, contra quem não declara o que ganha, contra os privilégios dos políticos e dos gestores públicos – e a outra já não tugia nem mugia.
Contente, segui o meu caminho. Afinal, ainda há gente com um pingo de decência em Portugal.

Comments

  1. Foi nesse site aí que eu comprei o pacote de canais http://www.tvhd.com.br

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.