PT – patético!

Temos um negócio em que 75% do capital accionista está a favor da venda e um estado, o português, que junta o que falta e quer impedir o negócio. Pateticamente, Sócrates vem com a golden share, quando já sabe que dia 16 próximo a União Europeia vai anunciar o que já todos sabem há muito tempo. As golden shares não são legítimas nem legais!

Entretanto, com a economia a entrar num período tão mau que ninguem se atrevia a antecipar, os accionistas, os tais do interesse nacional estão prontos para vender. Porquê? Porque os bancos não conseguem financiar-se, não têm dinheiro, e a Telefónica paga muito e bem. Desapareceu o interesse nacional, num golpe de magia!

O estado está a financiar-se, por favor, junto do BCE que nem é da sua missão financiar países e muito menos a tesouraria, empresta para não deixarmos de pagar o dia a dia, estamos vigiados de perto, o FMI anda por aí. Lembram-se quando se dizia aqui no aventar que as obras públicas eram um crime? pois é, agora estamos a pedir dinheiro para pagar à porteira e ao padeiro, longe vão os fumos de grandeza deste atrasado que nos governa.

Mas o Presidente da República tem muitas culpas no cartório, não faz nada, anda por aí a dizer que isto é insustentável, já sabíamos há muito tempo, ele se lesse jornais e visitasse o Aventar já tinha tomado uma atitude, agora está preocupado com a reeleição, já não faz nada e, entretanto, estamos a afundar-nos.

O negócio da PT para quem não quer meter a cabeça na areia é o negócio de ocasião, é como comprar o carro do vizinho que está “sem cheta” e um gajo compra-lhe a bomba por tuta e meia, e vai com muita sorte, se não deixa de pagar ao padeiro, vende quem está teso, compra quem tem dinheiro, e compra barato porque o país bateu no fundo.

Lembram-se do interesse nacional? Podíamos ao menos ter alguma dignidade, não ser o “bombo” da festa, usar a golden share que não vale nada, a Telefónica mantem o negócio até ao fim do mẽs porque sabe que a partir do dia 16 fica o Sócrates a tocar “harpa” e com a golden share a enfeitar-lhe a fronte de engenheiro técnico…

E ainda resta a OPA que pode avançar se e quando o “interesse nacional” estiver resolvido nos bastidores desta opereta bufa…

PS: pode-se usar a categoria “portugal arruinado”?

Comments

  1. António Soares says:

    Quem fica a tocar,(não sei onde)somos nós…porque eles, já tem o deles garantido,e nem sei se o gastam todo,enquanto cá morarem…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.