Os Mega-AGrupamentos: Assim compreende-se

Comments

  1. júlia says:

    Caro Amigo:
    Fui prof. (60/96)numa escola, onde a rubrica que, dominava o programa era a dos afectos.
    A escola deste séc. está desumanizada e cheia de técnica…
    Os profs. pais e alunos de hoje são considerados “robots”…Os cérebros superiores que só trabalham com máquinas e réguas de cálculo, para ver quanto custa um robotprof. ou um robotaluno, “amandam” cá para fora , ordens para cilindrar a malta…Não imaginam, com que mágoa estou a escrever este texto, pois está a passar o filme da minha vida como, prf.
    A minha previsão para este “ajuntamento”:
    uma escola light ,sem pontos de referência, vazio moral, sem ser feliz e livre…Um pensador dizia:
    “Liberdade para quê?
    Posso adiantar a minha resposta:Liberdade para aspirar àquilo que é o melhor, para apontar para o bem, para buscar tudo o que há de grande, nobre e belo na vida humana, ou seja ser homem é amar a verdade e a liberdade.
    Até amanhã! Até sempre!
    Júlia Príncipe

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.