Requiem por um executivo

-Há uns tempos escrevi um post classificando como precipitada a moção de censura do B.E., mas deixei no ar a possibilidade de Sócrates ter ganho apenas algum tempo, tudo iria depender a meu ver do comportamento do PCP. Confesso que me enganei, não será necessário esperar por Abril, a não ser que dê o dito por não dito, algo que no PSD não seria inédito, o fim da era Sócrates foi decidido por Pedro Passos Coelho, ao rejeitar liminarmente qualquer possibilidade de viabilização às medidas anunciadas pelo Xerife de Nottingham que governa Portugal, apesar do apregoado sucesso do actual PEC em vigor, que reduziu salários e subiu impostos, a verdade é que José Sócrates e Teixeira dos Santos já preparavam novo assalto aos rendimentos dos portugueses.

Resta agora saber como será feita do ponto de vista formal, a remoção do actual executivo que a ninguém deixará saudades. Irá o PCP aproveitar o ensejo para dar uma lição de política no B.E., apresentando uma moção de censura, com um texto que não deixará alternativa ao PSD e CDS/PP, que não seja votarem a favor? Ou quererá Passos Coelho correr o risco de  ver rejeitada uma moção no Parlamento? O discurso da tomada de posse do P.R., levantou muitas vozes dentro do PSD a pedirem eleições antecipadas. Mesmo que não venha a existir entendimento tácito entre PSD e PCP, as medidas negociadas pelo governo em Bruxelas, obrigam à aprovação no Parlamento, com a oposição do PSD e CDS/PP, não acredito que exista qualquer possibilidade de entendimento à esquerda do PS, o que levará na prática, à demissão do governo, por iniciativa própria, ou negociada com o PSD, à semelhança do que aconteceu na Irlanda. Certo é que o governo não cumprirá a legislatura, com a contestação subindo de tom nas ruas, estaremos perto do requiem por José Sócrates, Teixeira dos Santos & Ca.

9 comentários em “Requiem por um executivo”

  1. Pode sempre aprovar as medidas do PEC IV com os votos dos deputados que após o lançamento de uma moção de censura gritaram em alarmante alarido, que a direita não se atrevesse a votar a favor, pois aquilo não era a sério.

    1. Não chegam! PS e BE não aprovam nada sem o PCP. O governo cai, resta saber se:
      -Sai pelo próprio pé, à semelhança da Irlanda, aí resultante de um qualquer acordo com o PSD.
      -Apresenta uma moção de confiança, o cenário menos provável.
      -Cai numa moção de censura apresentada pelo PCP ou PSD, inclino-me mais para uma apresentada pelos comunistas.

    1. Verdade Margarida, remover Sócrates neste momento é o cenário mais fácil, que fazer a seguir é outra questão, mas diria que é provável um governo PSD/CDS/PP, com entrada do FMI em Portugal, PS vira à esquerda, procurando diminuir espaço de crescimento do BE, PCP mantém a sua base de apoio.

      1. Agora vou lembrar o que Sócrates lembrou: Temos 8 séculos de história.

        Recuso-me a acreditar que estamos condenados a viver com este criminoso no governo ou com o cobarde que está na oposição. Será que só nos restam estas duas personagens, será que o PS não tem gente séria e o PSD gente com coragem?

        1. Obviamente que existem pessoas qualificadas no PS e no PSD. Mas a lógica de funcionamento do sistema político, começando dentro dos partidos, afasta os melhores e beneficia os boys…

  2. O Sr. Primeiro-ministro devia demitir-se pela sua incompetência e constante falta de verdade para com os Portugueses, um dia diz que a execução orçamental está a correr melhor do que o esperado no outro a seguir apresenta mais um Pec, este senhor anda a mentir-nos desde que tomou posse em 2005,como não vai pele próprio pé, em minha opinião vai ser o PCP o motor da saída do governo ao apresentar agora uma moção de censura com um texto conciliador com todas as bancadas parlamentares originando assim a queda do governo e consequentemente provocando eleições antecipadas.
    Os Portugueses já estão acima do limite no pagamento de impostos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.