Rasquíssima!

Uma actividade pouco católica: bater nos miseráveis, aqueles que nem um tecto de barraca têm como abrigo. Pois foi esta, uma das praxes dos caloiros da Universidade Católica de Braga. Por aquilo que o Expresso divulga, um grupo composto por três dezenas de hooligans, foi espancar os sem-abrigo que dormiam nos claustros da Rua do Castelo, bem no centro da cidade dos Primazes.

Estavam eufóricos, estes estudantes. Imagina-se porquê e como. Realmente e em primeiro desabafo, dá vontade de dizer que o pelourinho de Braga sempre podia servir para alguma coisa.

 

Comments


  1. A maioria das praxes já fala por si. A qualidade dos “doutores” que sai das nossas universidades, idem, aspas. Este caso… enfim. Tristemente revelador do que vai na cabeça de uma grande parte destes indivíduos que acham que a Universidade é um agradável passeio pela mediocridade. E de facto talvez seja, a avaliar pelos quadros superiores das nossas empresas públicas e privadas.


  2. Um esterco!
    Nem sei se seria praxe. Acho mesmo que era somente estupidez de uns meninos mimados que mijam em vielas pois já beberam muito!

  3. Nuno Castelo-Branco says:

    Dylan, cheios de cerveja ou não, a atitude mostra bem quem são. Não existe desculpa possível.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.