Engulam este esperma

Aqui está mais uma matéria a considerar pela troika, vulgarmente conhecida por FMI.

Por cá, habituaram-se a que tudo seja “à  borla”. A  polémica chega agora da maternidade Alfredo da Costa e o telejornal da SIC Notícias, dizia existir um grande mal estar pela decisão de exigir o pagamento pelo fornecimento de esperma a casais inférteis.

O citado artigo chega directamente de clínicas catalãs, especializadas neste tipo de ordenha e “diz-se que” cada unidade, monta até aos 350€, fazendo empalidecer qualquer bandeirada cobrada por outro bem conhecido sector de actividade. Os Estado português paga o produto e aplica-o a quem dele necessite. Um bom negócio para os fornecedores, até porque matéria prima não faltará, levando-nos a questionar o porquê de não existir por cá quem o faça. Resta-nos saber se os sempre excitados catalães ofertam a sementinha, ou se também cobram pelo serviço. Isto leva-nos a várias hipóteses, algumas delas bem passíveis de equívocos ou pelo menos, de umas boas gargalhadas.

Esta é mais uma e… lá se vai o ADN de Afonso Henriques. Já temos os Seats que chegam da Catalunha e agora, esperma pago pelos contribuintes e que  alguns pretendem receber gratuitamente. Com um bocadinho de surrealista lata, ainda poderão vir um dia dizer que o filho é “primo” de Salvador Dali.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.