Diogo Leite de Campos explica o que não é um rico e o que é a miséria

Acho isto enorme.

Comments

  1. Lurdes Ribeiro says:

    Eu e a maioria dos portugueses, depois de ouvir tal coisa, queremos ser miseráveis.

  2. Dario Silva says:

    Viva a miséria!…

  3. Filipe Nuno da Silva Duarte Cruz Inácio says:

    Quando oiço este tipo de comentários fico embasbacado durante vários segundos a questionar-me sobre um eventual problema de audição grave da minha parte, depois faço um reset ao cérebro, carrego no replay e chego á conclusão de que este “senhor” não faz ideia do que é a vida das pessoas! Ele vive num planeta á parte e de certeza que o referido astro pertence ao sistema solar de S. Bento e afins.
    É gentinha desta que “governa” o nosso Portugal, uma cambada de putos mimados centrados no seu umbigo que não vale o ar que respira. Com a idade que tem já deveria ter a sensatez de, pelo menos, saber estar caladinho para não queimar a cara mas, como é de Portugal e dos portugueses que falamos, esta corja já diz o que quer, quando quer e com a maior displicência disponível nesta sociedade! Haja pachorra para esta gentalha!!!

  4. montenegro says:

    O sr. Leite é uma fração imprópria…não façam caso… mal de nós se um assistente da COPRAI, fosse governo

  5. jorge fliscorno says:

    Vejo aqui duas coisas desligadas da realidade:
    1. o orador dizer que 1000 líquidos é a miséria e
    2. as finanças dizerem que receber 5800 líquidos é ser-se rico.

  6. RUI ALMEIDA says:

    os neoliberais são uns ignorantes que não têm consciência da realidade que os envolve.
    Este guru da economia, considerado um supra-sumo, é um imbecil de gravara.
    O PSD PPD esá hoje cheio destes espertalhores de gabinete, economicistas e neo liberais.
    Esta garotada, com fulcro no Passos Coelho, não tem maturidade para governar um país.

  7. MAGU says:

    Não haverá ninguém, mas mesmo ninguém, que se queira juntar a mim.
    Deixo de ser MAGU (São as iniciais do meu nome, que me prezo, porque de certeza, que não tenho que nascer 2 vezes, para que haja alguém mais honesto do que eu, pobre, mas honesto), como dizia deixo de ser MAGU, passo a ROBIN dos BOSQUES II, para começar a “gamar” a gajos como este, ou seja a todos que ganharem para cima dos 5.000 €uros, e passar a distribuir pelos pobres que não ganham sequer 500 €uros, aos reformados com misérias de 200 €uros, e infelizmente casos mais graves.
    Este sacana, que não tem outro nome, e como ele uns milhares, pensará ele que já somos 6 milhões de pobres, 2 milhões dos quais na mais completa miséria, 3milhões de remediados, ficando cerca de 300 mil a viverem À grande e à francesa, que se a fortuna fosse bem distribuída, daria para sermos um País e se fossemos 300 milhões de Portugueses, seriamos todos “RICOS”.
    Porque será que há individuos com o nome LEITE, parece que dá sorte, porque sempre ouvi dizer que leite é igual a MAMAR, seu mamão, tenha vergonha, e se está bem na vida, de certeza que não foi por ser uma pessoa séria.
    Abram os olhos, povo que povo eu sou, mas que me dá tanta dor, de ver sacanas como este a gozar-nos, que raiva que eu tenho, destes politicos, que por serem iguais, deixaram chegar a este ponto, mas eles são farinha do mesmo saco, onde está o 25 de Abril, se antes já havia diferenças, agora as diferenças são enormes.
    Abaixo os MAMÕES.

  8. luespei says:

    Que Deus o leve rapidamente, para que este país seja um lugar mais asseado!

Trackbacks


  1. […] isto se compreende num homem que aufere uma reforma de 9693 euros, classe média, […]


  2. […] regresso de Diogo de Leite Campos, o desaparecido vice-presidente do PSD, ao ritmo africano de Pedro Passos […]


  3. […] da publicação deste vídeo no Aventar o vice-presidente do PSD desapareceu das televisões (favor que generosamente fiz ao PSD, e não […]


  4. […] o memorando que nos governa em tempo útil para ser lido antes das eleições, fazer desaparecer um vice-presidente do PSD das televisões ou demonstrar num vídeo que Pedro Passos Coelho é um mentiroso não tem qualquer relevância para […]


  5. […] os preços, algo que não fazia há muito tempo porque, já se sabe, a concorrência é grande. Os Diogos Leites Campos deste país não devem conceber a ideia de almoçar diariamente – e bem – por 5 euros. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.