Estação da Trofa

Estação da Trofa, entre os ano 60 e 70; à esquerda, um comboio da via métrica Porto Trindade-Fafe; à direita, um comboio ascendente da Linha do Minho. A fábrica têxtil ao fundo encontra-se encerrada há vários anos.

Comments

  1. Nuno Castelo-Branco says:

    Aposto que os “do costume”, deitaram ao lixo a maravilhosa máquina. Bem podia estar como decoração num grande espaço verde, numa praça, no jardim de um museu qualquer. Coisas à portuguesa, claro…

    • Joaquim Soares says:

      Está o Senhor enganado, as maquinas e outros artefactos estão expostos no museu ferroviário, muito bem tratado e que foi considerado um dos melhores da Europa. Situa-se a 3 kms de distancia desta estação na freguesia de Lousado concelho de V.N.Famalicão, recomendo vivamente uma visita.
      Joaquim Soares

  2. J.Carlos Queiroz says:

    Olhar esta foto obriga-me a retroceder no tempo do verdadeiro Caminho de Ferro, aquele que apesar de enormes limitações e mesmo absoleto, servia passageiros e percorria aldeias e lugares onde outros meios de transporte não chegavam.Recordo viagens para P. Trindade e S. da Hora…recordo o movimento de mercadorias, as pessoas que enchiam plataformas e composições.Recordo a forma como se procurou tudo destruir a bem de qualquer coisa nunca devidamente explicada porque sempre existem interesses obscuros que nem o tempo esclarece.
    Recordo na parte final a construção dum cais que não serviu para coisa nenhuma…recordo que as populações entre Trofa e Maia ou Famalicão e Póvoa perderam o Fumo do comboio que os incomodava…para um dia talvez…poderem circular a pé, de bicicleta ou quem sabe de metro ou eléctrico.Ficaram felizes muitos autarcas e politicos…mas o povo e o turismo perdeu o comboio, o meio de transporte económico, e por certo o património e a história sofreram um rude golpe. Talvez afinal um dia alguém se atreva a escrever a História da destruição dos traçadoe e comboios de VE em Portugal.

  3. Trasício Emanuel Teixeira da Fonseca says:

    Estaçáo de Campanhã,está a dar entrada na linha numero um, o comboio com destino a Barca D`Álva.
    O meu pai trabalhou na antiga CP,50 anos conheço todas as linhas do Norte de Portugal,viajei com ele por quanto é canto,tenho saudade desses tempos.Lembra-me sim senhor como naquele tempo aquelas estaçôes cheias de povinho.Agora á pouco tempo estive na estação de Campanhã e parece uma estação deserta,ouve e continua haver muitos interesses para que os caminhos de ferro não desse lucro.
    Factor de 1ª TEIXEIRA.

  4. Tarsício Emanuel Teixeira da Fonseca says:

  5. Tarsício Emanuel Teixeira da Fonseca says:

  6. Tarsício Emanuel Teixeira da Fonseca says:

Trackbacks


  1. […] por dariosilva A Velha-a-Branca apresenta o Fast Forward 2011… apareçam… participem… venham de comboio! partilhar:Facebook Esta entrada foi publicada em artes, cultura, internet, com as […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.