O português segundo Cavaco: a descoberta da pólvora

 

É preciso tratar de forma diferente aqueles que têm um rendimento diferente e uma situação familiar diferente

Se não fizermos alguma coisa é porque não fizemos nada e se fizermos duas, teremos feito mais do que uma. Ora, para que a economia recupere, o ideal é que não estagne, e o desemprego diminuirá se houver mais gente a arranjar emprego. Na minha opinião, as consequências decorrerão das causas e o silêncio só se alcança com a total ausência de ruído. Para além disso, é importante verificar que o posterior vem depois do anterior, do mesmo modo que só se deve gastar, no máximo, o que se ganha, embora, para poupar, seja importante não gastar tudo, pois só assim restará alguma coisa. Julgo, ainda, que o papel do Presidente da República deve estar de acordo com as funções que desempenha e que a escolha da discrição está de acordo com a ausência da exuberância.

No que se refere à troika, a verdade é que só chegou após ter vindo e só poderá partir porque chegou. A crise, por sua vez, é um momento de reflexão. Se não houvesse crise, também podíamos aproveitar para reflectir. A propósito de crise, é preciso perceber bem que um empréstimo obriga a um pagamento.

 

 

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.