Hoje somos muitos, amanhã seremos milhões

A frase é de Mota Pinto e o cartaz, um dos primeiros do PPD, levava invariavelmente por cima com o comentário “A culpa é vossa, tomem a pílula“.

Trinta e tal anos depois vem a vingança: a pílula vai deixar de ser comparticipada. O governo encontrou uma solução para a crise demográfica e a longo prazo para a quebra do consumo interno.  É tipo: vamos aumentar a taxa de mortalidade mas compensamos com a natalidade. Palavras para quê? é um homem da Médis em todo o seu esplendor.

Comments

  1. Ricardo says:

    Este tipo não é um psicopata. Já ouvi dizer que era. Mas ele não mostra sinais de psicopatia. Os sinais não são estes.

  2. Só temos quem nos foda. E ainda bem. Pode ser que acordemos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.