Portugal tem professores a mais?

O Diário de Notícias está a levar a cabo um inquérito perguntando, aos seus leitores (online), se Portugal tem professores a mais. Resultado às 16 horas de hoje: sim com 55% e não com 45%.

Crato tem aqui um bom exemplo ou argumento de que não somos precisos e que  está justificado o que fez ao “mandar para a rua” 43 mil professores (ficaram sem lugar, que é a mesma coisa). Tinham trabalho até Julho! Eram precisos lá.

Eu não acredito que assim seja. Não acredito que os portugueses pensem exactamente assim.

Vá lá e vote NÃO.

Portugal Não tem professores a mais! Precisa de todos, para bem da qualidade do ensino.

Com menos professores, os que ficam estarão ainda mais sobrecarregados do que anteriormente.  Em 2009, a OCDE acusava esta situação em Portugal.

Mas ninguém fala nisto. Nuno Crato faz orelhas moucas a relatórios como este. Dá-lhe jeito.

Há professores a mais?

Comments

  1. Amadeu says:

    Não consigo encontrar o inquérito

  2. Pisca says:

    Qualquer pseudo-inquérito onde apareça um funcionário publico, está sujeito à regra enfiada via CM e Cª., é acabar com eles, não se espantem

  3. Penso Logo Desisto says:

    Ao longo de décadas milhares de portugueses em vez de aprenderem uma profissão com aceitação dedicaram os seus esforços e recursos financeiros a tirar cursos superiores que iam da Filosofia às Belas Artes passando por Engenharia do Meio Ambiente e outras coisas que tais cuja saída profissional era NENHUMA. Como tal candidatavam-se a um lugar de professor no ensino secundário (sem terem nenhuma vocação para ensinar) e foram entrando e continuando ano após ano a fingir que eram profissionais devidamente habilitados com horários de treta e bons salários. Até que situação chegou a um ponto de ruptura e acabou-se a mama para todos aqueles que estavam a mais e para os quais não existe dinheiro nos cofres do estado. Vão trabalhar para o privado como eu fiz (embora tivesse habilitações para leccionar) ou aguentem-se! Chega de mama. Precisam-se serralheiros. electricistas mecânicos etc

  4. Caros professores, talvez esteja na hora de usar a bomba atómica!! Ir para a escola entreter criancinhas é o que já nos mandam fazer na escola. Na minha escola desapareceu a figura das aulas de substitruição, agora vamos ficar armazenados na biblioteca à espera que algum colega falte. Se tal acontecer, Temos que entreter as criancinhas, não com atividades relacionadas com as disciplinas, mas com brincadeiras, tipo auxiliar no recreio. Ficamos a ver as crianças a brincar no pátio da escola.
    Sabem o que é a bomba atómica em que todos pensamos mas ninguem tem coragem de dizer? Estar na sala de aula com os alunos e não dar qualquer matéria, dia após dia. Isto sim alertaria os pais. Talvez apareça por aí alguns colegas muito preocupados com a imagem do professor, com a ética, tudo treta!! A nossa imagem nunca esteve tão desgastada e ridicularizada pelos pais e comentadores. Só assim mostraríamos a nossa força!! De que estamos á espera!! Deste modo também não nos vinham ao bolso, ao contrário das greves normais que só servem para encher os cofres do estado. Pensem nesta hipótese, é o última arma que temos!!

  5. Miguel says:

    Portugal o que precisa é de bons professores! Não de “mais” professores.

  6. Infelizmente desconheço esta problemática com suficiente detalhe para poder “votar”. Consta que temos menos 200.000 alunos nas escolas. Será verdade? Consta que os professores reclamam colocação sobretudo em nome da qualidade do ensino público. Entretanto, o País está de “pantanas” com 900.000 desempregados dos quais 40.000 serão (agora) professores.
    Neste ambiente é legítimo que muitas pessoas não directamente ligadas ao ensino se questionem acerca de onde pára a razão de tudo isto.
    Os professores, com o conhecimento privilegiado que tem da matéria deveriam esclarecer de forma transparente e desapaixonada o que de facto se passa. Estou a falar dum documento, um “white paper”, algo que constitua uma análise séria e credível.
    Para o comum dos cidadãos a abordagem da racionalidade é mais perceptível (e porventura mais bem aceite) do que a “militância” que tem agitado a “classe” nos últimos anos. Porque uma coisa é certa, aos professores nenhum ministro agrada! Nem o actual (o que é compreensível…), nem qualquer dos anteriores, desde que me lembro… E sabemos que apesar de tudo, a qualidade do ensino (e os resultados aparentes) terão melhorado e muito nas últimas décadas…
    Esse trabalho de análise e exposição pública é necessário e oportuno (senão tardio). Não obstante, apenas terá valor se admitir à partida todas as possibilidades: — a) que temos professores a mais, — b) a menos, ou — c) na quantidade certa, sendo conveniente levar também em conta rácios internacionais (comparáveis).
    Nota final: possivelmente estou a “pedir” algo que já foi feito. Todavia, como sou assíduo dos telejornais, se o não conheço é porque não terá sido suficientemente ventilado… Existe?

    • Sou MÃE. Só desejo para a minha criança, e para todas as outras também, que pudessem ser integradas em turmas com vinte alunos, tal como refere Rómulo de Carvalho no livro “Ser Professor” publicado em 2006 e com Organização de Nuno Crato. Mas a idéia com que se fica, após a sua leitura, é a de que, para uma escola de referência, são necessários MUITOS PROFESSORES. Boa leitura, então.

  7. azurara says:

    “Mandar para rua 43 mil professores”
    Que raio de número tonto é este?
    Também está a contar aqueles que queriam ser professores?

  8. maria celeste ramos says:

    são aqui ditas coisas que nem entendo – já os governates fecharam milhares de escolas sobretudo no interir – sobraram professores – há alunos que desistem ameio do caminho – se há ou não prfesores amais não sei Só sei que em Portugal o BOATO é o mais importante do país que logo se torna verdade – assim é boato haver pro demais ? Poderia e derse-ía dar aos profs “excedentes” outras tarefas condignas com as sua habilitações e capacidades ?? nem quero que me respondem pois quando peço resposta nem ma dão e muito obrigada pois continuo a escrever as minhas “balelas como alguém disse um dia- é o que tenho” Mas, já agora, a quem compete fazer “contas” e saber quel a população escolar de cada idade e como vai ou não «crescer ou decrescer -a tal estatística que nunca funciona” e que dá milhares de médicos e enfermeiros a menos para no sia seguinte serem amais – não pertencerá a uma dimensão do ministério do planeamento saber isso e prevenir-se em avisar para que não haja numerus clausos para édicos para poderem “sobrar” para o privado, como obram professores para o desemprego ?’ Não sei se é possível fazer isto mas creio que sim e fazer ao menos aproximação sem impedir que o prof o seja por vocação e naõ porque, como é dito, já que não vou préli vou prácoli – Prajá prajá há eputados a mais e ministros amais e acessores amai e ladrões a mais e moral a menos e ASAE a meter patas em poças de porcaria – Como se planeio o quê e quem deve planear ? sem levar um mês a fazer o que se faz numa semana ?’ Governar o país o que é ???? só pensar em déficit e banqueiros “arruinados” ? há tanta coisa a mais que desemboca em bem estar a menos cada vez menos e no inquèrito da UE sobre a felicidade de cada país, creio que Portugal ficou cá muito para baixo – tenho um lindo livrinho de Agostinho da silva de capítulos curtos e um deles é “a Política e sagrado” (vários temas e o sagrado) – o que vale é que agostinho já não está cá para não se entristecer – o sagrado de tudo desapareceu – apareceram os Koymenis que lixaram tudo mesmo não obrigando a usar burka e só falam no sagrado-dessacralizado – estou farta de khoimenis (não sei se se escreve assim mas tanto me faz-todos entendem) – hoje o primeiro disse que 2014 é que é bom – também acho – teremos a certeza do mal que esse “j” predaor anda a fazer e os resultados embora à vista não têm o rigor que devem ter para se ser honeste – Jorge Miranda diz que tirar subsídios é anticonstitucional (não gosto de ídfens9 – Adriano Moreira (sic 24H20H diz que a situação tributária tem limites – bom noticiário que já não me apetece ouvir – Padr4e Milícia não devemos perder a esperança – EL PAÌS diz que há risco de tudo escarrilar e que ontem foi o pior da crise do euro – país ESGOTADO – ainda bem que já somos notícia em muitos jornais – talvez Merkel saiba ler e não chame mais pigs nem – dorava que alemanha caísse do poleiro – cair de cair mesmo – quem ao mais alto sobe nunca se sabe – Cavaco está a vomitar vulgaridades – vou mas ´´e jantar – ou cear tanto faz – alemãos furiosos com Dragui e o alemão trocam “galhardetes” ai que bom – se estes dois se metem à bulha talvez algo de menos mau comece enfim – da alemanha nunca veio nada de bom embora os intelectuais portugueses e governantes chamassem o motor da euroa – pois é motor vamos ver se empena o dito motor – por mim adorava – já basta de esclavização do motor e eu odeio barulhos de qualquer tipo – uma prof diz que sai para a rua e quer usar as redes sociais para todos irem para a rua – não quer ser não sei quê pois é professora há muito – e a lista graduada anda a ser mutilada – o tempo do descontentamento como nunca assisti nem no tempo de salazar – não quero voltar atrás porque mesmo indo-se a Marte nada anda para trás – excepto portugal com Pasos Coelho ao leme do barco – outra refila com tantos deputados e sem cortes de subsídios – Pinto Monteiro critica violaçºoes de segredo de justiça mais grave que roubar supermnerdos e critica FREEPORT – mas o inquérito manda ARQUIVAr – Passos não arquiva – CORTA e direi que não corta com faca corta com CATANA – cum catano

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.