Greve do Pessoal dos Recursos Humanos das Empresas com Trabalhadores em Greve


RECURSOS HUMANOS 2FIXE, FIXE, ERA UMA GREVE DESTA GENTE

Fixe, fixe, era que o pessoal dos Recursos Humanos das empresas cujos trabalhadores estão em greve, parcial, às horas extraordinárias, ou total, e que dessa greve resultassem prejuízos para os outros trabalhadores que necessitam dessas empresas a laborar para eles mesmos trabalharem (Soflusa, Transtejo, Carris, Metro, CP, STCP, TAP, etc., etc., etc.), ou cujos prejuízos para a economia nacional fossem por demais evidentes (estivadores dos portos Nacionais), também fizessem greve, nem que fosse por solidariedade.

Era ver se as greves grassavam da mesma forma por esse País fora.
Para quem não sabe ou anda distraído, algumas das funções dos Recursos Humanos são:
– Preparar os dados para o processamento informático dos vencimentos;
– Processar os documentos relativos às horas extraordinárias, despesas de deslocação e ajudas de custo;

Comments

  1. Amadeu says:

    Fixe fixe era se a farmácia onde o José Magalhães compra os estimuladores de imaginação, parasse de fazer greve. Por favor, pelo menos atendam o homem em serviços mínimos.

  2. Fixe fixe era ver os 4 mil milhões de cortes sem protesto. Isso é que era.

  3. Marco says:

    fixe fixe era se quem escreveu esta parvoíce soubesse a diferença entre departamento de recursos humanos e departamento financeiro.

    • Pois meu caro senhor, sempre lhe digo que parvoíce é comentar seja o que for, sem se saber do que se fala.
      Não tendo eu a capacidade certa para ensinar, ao contrário de muitos dos meus colegas escrevinhadores deste blogue, já que não sou professor, vou-lhe explicar a dita diferença com palavras simples.
      É no departamento de recursos humanos, para as empresas que o têm, que se processam os salários, os documentos relativos às horas extraordinárias, as despesas de deslocação e as ajudas de custo. E é o departamento financeiro que faz o respectivo pagamento aos trabalhadores.
      Ora, senhor Marco, se este departamento não tiver em seu poder os documentos que deveriam ter sido processados por aquele, não pode pagar seja o que for, seja a quem for.
      É assim, simples … fiz-me entender?
      Os meus cumprimentos

  4. Maquiavel says:

    Fixe, fixe, é que fosse só o sector público a fazer greve.
    Mas o Arsenal do Alfeite, Estaleiros Navais Viana, Lisnave Mitrena, Brouning, Visteon, Bosch, Exide, Rober Bosch, Centralcer, Kraft, Acral, Textilminho, Tessimax, Paulo Oliveira, Trekar,, S. Gogain (99%), Sotancro, Cerâmica da Abrigada, Valorsul (99%), Portucel/ Setubal Europack, Fraas, etc etc. furaram as contas…

  5. maria celeste d'oliveira ramos says:

    As greves selvagens não são exercício de direito e liberdade
    muitas são LIBERTINAGEM e inconsciência e maldade e filha-se-putice
    o pais da liberdade libertina já não é país – é uma merda

    E certamente que haveria muitas outras acçoes a ter sem ser apenas esta merda – etou farta de greves sem inteligência e que nunca resultam em nada – para fazer algo é preciso inteligência e resultados concretos – só exercer um direito TORTO é o caos sociológico pelo menos
    não tarda que alguém meta o pé na greve e não haja ainda mais nada de efesa de quem se tem de defender deste nazismo à solta

  6. Pisca says:

    Anda aqui gente que é sempre A FAVOR DA GREVE NO GERAL

    Mas contra toda e qualquer GREVE EM PARTICULAR

    Vão dar banho ao cágado cambada de imbecis

  7. Nascimento says:

    Havia uma frase ,já antiga, em que se dizia:- ou é estupido ou come merda ás colheres-!!

  8. O lugar do ESCRAVO é na plantação a trabalhar em prol do seu DONO…
    Felizmente ainda há ESCRAVOS que sabem que o são, e fazem o que podem para tentar minimizar a sua condição… Outros há que não sabendo que o são, indignam-se contra os que sabem que são!
    Eu, como já até neste espaço várias vezes referi, apoio totalmente esta greve “particular”…

    E faço agora “copia/cola” pois deu-me a preguiça!

    “Assim sendo, não me surpreende que exista apenas uma mão cheia de Portugueses (além dos próprios e familiares de 1º e 2º grau) que estejam de acordo com a postura destes Escravos… Não sou estivador, não quero ser estivador… Mas não é por isto que desejo que estas pessoas, que o querem ser, sejam pagas com soldos de miséria, para fazerem aquele tipo de trabalho… Que – só de passagem – se fosse assim tão fabuloso a Secretaria Geral (tcp Assembleia da República) estava vazia!
    Como ESCRAVO que sou estou disposto a perder algo, seja directa ou indirectamente, devido a esta brava Luta!”

    Para terminar com 😆 espero que o “Pessoal dos Recursos Humanos da Empresa” onde trabalha o autor desta entrada (caso trabalhe) também façam greve para ver se a falta de salário provoca a incapacidade de pagar o serviço de Internet e assim, como que por simpatia, não tem hipótese de escrever estes coisas sem grande nexo!

    Pena que os outros ESCRAVOS ESTIVADORES dos portos que não estão em greve sejam FRACOS!

    Abr 😎

Trackbacks

  1. […] 28, não circulou nenhum”, disse à agência Lusa Ana Portela, porta-voz da CP. Acho que eu é que tenho razão, e outros há que também deveriam fazer […]

  2. […] lugar fique vago. Estou cada vez mais certo de que tenho razão, muita, e que outros deveriam fazer greve ao mesmo tempo que estes senhores. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s