António Parada volta a atacar-se

Na sequência do vídeo anterior.

Este foi gasparizado da página À Nossa (facebook).

Comments

  1. xico says:

    O mal foi ele desmentir-se. Porque pergunto se voltámos ao tempo da censura e do pensamento único. Então o homem não pode contestar a escolaridade obrigatória até aos 18 anos? Eu próprio tenho sérias dúvidas sobre a eficácia e a bondade da medida.

    • O mal nem será ele desmentir-se (alguém lhe terá chamado a atenção para a conveniência).
      O mal é a pessoa que faz tais afirmações e ter tal opinião ser mais do que um comentador com dúvidas.
      Ser um dirigente político, dum partido que tem “socialista” no nome, e ser candidato por esse partido à presidência da câmara de Matosinhos (cidade onde o PS ocupa a câmara desde o 25 de Abril (que me lembre)

    • Nem vou discutir tal dúvida. Apenas deixo um convite para usar o google, ver como anda a escolaridade obrigatória na CE, e depois talvez pergunte se acha que o destino de Portugal é ser a micro-Ásia da Europa.

  2. Miguel Lopes says:

    Voltámos ao tempo das cavernas, …ou nunca saímos dele?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.