Deve ter sido de e não da

Também acredito que tudo foi legal.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Se não há deiferença (até abismal) entre de e da então proponham abolir uma das preposições-mcor- ou então o escritor Mario Braga (de Coimbra) que foi meu professor 5 anos e me ensinou português era pateta- nem sei se mário braga ainda está vivo

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.