E se os filhos de Mota Soares lhe fossem retirados para adopção?

À partida, declaro que votei a favor da IVG. Tratou-se de decisão, aliás, em que tive em grande conta a opinião dominante e sustentada de mulheres da minha família, de outras de relações de amizade pessoal ou de carácter profissional. Na maioria, jovens.    

Recusei, pois, encarar o aborto como tema da velha clivagem ‘esquerda-direita’. Entendi-o como questão fundamentalmente feminina, subordinada à visão, condições e princípios com que cada mulher se orienta nas grandes opções da vida.

Conceder às mulheres o direito de opção do aborto é, entendo também, uma questão de cidadania. Impor-lhes, de forma institucional e autoritária, a obrigação de abortar ou parir é acto de violência contra a liberdade individual feminina.

Tenho a convicção de que este governo, estruturado e vocacionado para a tecnocracia dos números, seja destituído de qualquer sensibilidade humana. Consequentemente, minimizar o número de nados-vivos e incrementar a morte de idosos – os dados da PORDATA, a qualquer instante, comprovam estar Portugal nesse caminho – são factores de facilitação das metas do dos ideais financeiros do OGE: um Estado Social mínimo ou, se possível, dizimado.

[Read more…]

Uma questão de perspectiva

A minha tia – Portugal parece um país africano de democracia novinha, onde as instituições não funcionam, e os políticos cometem crimes mas não são presos. Até esse senhor chamado Franquelim faz lembrar África.
Uma amiga dela – Portugal *é* esse país africano!
A minha tia – Nem parece um país europeu, que tristeza…
A amiga – Não parece porque não é!
A minha tia – Podemos ser o último país da Europa, mas sempre somos europeus… apesar de tudo…
A amiga – Somos mas é o primeiro país de África. Nisso somos mesmo os primeiros…!
A minha tia – Ao menos nalguma coisa.

Ena, o camarada Franquelim Alves

Quando estudante, e então militante do MRPP, Franquelim passou umas horas escondido numa sala do ISEG (Quelhas).

Espanha não escapa ao resgate

Economistas espanhóis contam com ele, apesar das reticências políticas. (Fonte: Económico)

Alemanha separa bancos comerciais da banca de investimento

Por cá devemos estar à espera de autorização do Ricardo Salgado, ou do Fernando ‘Sensibilidade’ Ulrich. (Ver por que motivo isto é importante aqui.)

Bancos imparáveis

Chegaram os últimos resultados do Santander Totta: 250,2 milhões de euros de lucros em 2012. Quase quatro vezes mais do que os 63,9 milhões de euros de 2011. Fonte: Público.

Olha quem fala

Luís Montenegro, espécie de garante-moral do PSD (sempre indignado com o que de menos bom acontece ao partido onde também estão Passos e Relvas) ameaça não deixar cair a questão da reforma do Estado por não “aceitar que as regras da democracia sejam subvertidas”.

Grécia: 90% das famílias perderam 38% do rendimento

Metade dos gregos não tem dinheiro que chegue para pagar as contas. (Fonte: Reuters, via Público)

José Manuel Prostes da Fonseca- Homenagem

Prostes_da_Fonseca_0.jpg

Todos sabemos que faleceu subitamente a 3 de Fevereiro deste ano de 2013. Todos sabemos que nasceu no dia 20 de Março de 1933, todos sabemos que era o Engenheiro Prostes, como era denominado por todos nós no ISCTE, hoje ISCTE-IUL, por ser Licenciado em Engenharia Química. Sabemos também que foi Diretor Geral de Administração Escolar antes do 25 de Abril e Secretário de Estado de Administração Escolar do Ministério de Educação e Ciência dos três primeiros Governos Provisionais a seguir à data da nossa liberação da ditadura, opressão de que não fez parte. Bem como todos sabemos que foi Diretor do Conselho Diretivo do ISCTE entre 1984 e 1999, com o Catedrático em Comunicações José Manuel Paquete de Oliveira.

[Read more…]

Os 10 mandamentos

O escurinho do cinema

ultima-sessão-castello-lopes-fecha2

Está bem que os tempos são outros e agora há a Internet, e o DVD, e Home Cinema, o THX, o DTS, o High-Tech e muito mais. Mas o que é certo é que o brilho do grande ecrã é outra coisa! E para namorar não há nada que iguale um convite para o cinema. Agora, com o encerramento das salas Castello Lopes há cidades importantes, até capitais de distrito, sem cinema comercial. Como vai ser? A civilização estará a andar para trás.

Foi muitas vezes no “escurinho do cinema” que a mão dele tocou na dela pela primeira vez. Eu já me casei por causa disso! Os meus filhos seriam outros se naquele dia eu não tenho ido à sala 2 dos cinemas avenida com a mãe deles. Aquela privacidade-pública-cúmplice não tem comparação com nenhum sistema de alta fidelidade. O cigarro ao intervalo. As pipocas na fila da frente. A tosse ao lado. O cinema é o teatro democrático do convívio humano. É a arena da bondade onde as pessoas de juntam para contemplar, para se divertirem e pensarem em conjunto. É a anti-arena. Uma marca da grandeza da civilização humana. Simples e bonita.

[Read more…]

A memória de Ricardo Salgado

Salgado garante que já pôs um post-it para não se esquecer de nenhum milhão na próxima declaração.

Franquelim Alves, de pequenino se mente e fica destino

Começar aos 16 anos numa empresa que não existe.

Ao cuidado de Paulo Padrão, director de comunicação do Banco Espírito Santo

Apanha-se mais depressa um banqueiro Espírito Santo que um apenas mentiroso. Ontem soltou-se o João de Deus que há em mim. Abra-se de par em par a porta sagrada. A fantochada acabou-se. Se deus nos der vida e saúde, vais ter trabalho, muito trabalho: [Read more…]

E o Constâncio, ninguém se lembra do Constâncio?

O Banco de Portugal tinha em 2003 provas concretas das fraudes e más práticas que tinham lugar no BPN, como na altura foi noticiado no Jornal de Negócios (PDF). No entanto o BdP decidiu ignorar esses avisos e continuou como se nada fosse.

O que fizémos aos responsáveis do BdP? – Nada, absolutamente nada, até houve umas prateleiras douradas para distribuir. Falhar assim é fácil.

[Read more…]

Consequências dos cortes na saúde

Aí está o exemplo britânico, com 1200 mortes que podiam ter sido evitadas (em inglês).

Porque não te calas?

ULRICH. 2jpg

BPN, a fraude em reportagem, 2º episódio

Da  Grande Reportagem SIC , o segundo episódio. Buscas com pré-aviso, a Creditus, o futebol, o conterrâneo Gilberto Madail e Luís Caprichoso.

Os outros episódios.

Quanto tempo vai durar a conta de Fernando Ulrich no Facebook?

Captura de tela 2013-02-07 às 00.57.25 (1)

 

 

Aceitam-se apostas!