Eu não disse?!

Em post sobre o Comité olímpico e as eminências que estão a surgir entre a nova vaga de dirigentes, para quem a nova Comissão Executiva é para preparar a mudança de paradigma, elegi  o Presidente da Federação Portuguesa de Canoagem como o rosto da ambição dessa nova elite.

Agora, aí está, Mário Santos repete no Rio de Janeiro a chefia da missão olímpica!

 

Comments


  1. Não me faz olhar com outros olhos. Por muito que possa ser bom, todo o trabalho desenvolvido na promoção de valores, e protecção de grandes atletas, e atletas Olímpicos tem sido um desastre, e com isso temos visto Grandes Atletas a ir aos Jogos Olímpicos fazer figura de parvos, ou nem conseguem os mínimos por lesão, ou por falta da tal protecção, que também tem a ver com a falta de condições. Esteve cá a Selecção Olímpica da Noruega no Torneio Internacional de Andebol Feminino, e antes dos jogos iam correr, jogavam, depois iam correr de novo. Chegaram cá e alugaram logo um ginásio por duas horas. Não se brinca em serviço. Alguma vez isso acontece por cá. Pelo contrário, só falta ir a correr atrás dos atletas, treinadores, dirigentes e matá-los para não haver desporto, tamanha a perseguição que tem sido feita ao desporto e não só. Mas eu espero que se comece a fazer um bom percurso.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.