Belenenses campeão da II divisão!

Este ´post’  é dedicado ao meu amigo, Ricardo Santos Pinto, portista de ‘sete costados’, opção que respeito. O FCP, por tradição, tem uma relação de amizade com o Belenenses – a deposição de flores na estátua do Pepe no Restelo e a entrada em campo da equipa azul com a bandeira do FCP, nas Antas e agora no Dragão, são provas do bom relacionamento histórico entre dois clubes de futebol.

Clube da capital, e esmagado por Benfica e Sporting, por culpas alheias e próprias, o Belenenses sempre foi achincalhado e classificado de ‘clube de fascistas’.

Gonçalo Rapazote, benfiquista, o mais sinistro ministro do interior do Salazarismo, e uma plêiade de presidentes “leoninos” fanáticos defensores do Estado Novo – Góis Mota, Casal-Ribeiro e Brás Medeiros, por exemplo – não entram nas contas. Importa sim é identificar o clube de Belém com Américo Tomás e Tenreiro que, entre muitos oficiais, sargentos e praças da Marinha Portuguesa, de direita e de esquerda, se identificaram com o clube por efeito da simbologia das Caravelas. Sem esquecer que Belém foi o ponto de partida para a construção do Império.

Já publiquei imagem semelhante no ‘Aventar’, mas lembrar é preciso:

mariano amaro

Ambos jogadores do Belenenses,  Simões e Mariano Amaro, este operário do Alfeite, foram os únicos a contrariar a saudação fascista, de punho cerrado.

Em todos os clubes, há gente de direita e de esquerda. Condenar um clube inteiro, seus sócios e simpatizantes, de serem, no colectivo, fascistas ou comunistas é cair no maniqueísmo de que o regime de Salazar se serviu para a manipuladora propaganda de que, se és contra mim, és ‘comuna’.

Uma nota importante para terminar: dos 13 jogadores ontem utilizados pelo Belenenses 9/13 (69,23%) são portugueses: Duarte Machado, João Meira, Nelson  Ricardo Alves, Fernando Ferreira, Tiago Silva, Fredy, Tiago Caeiro e Arsénio. Isto demonstra bem que vencedores ou vencidos, no futebol como na vida, é gratificante ver nossos compatriotas em maioria nas equipas, sem ponta xenofobia.  Quem do  FCP ou do SLB pode orgulhar-se disto?

Comments

  1. Konigvs says:

    Não querendo meter a foice em seara alheia – não sou adepto do Belenenses muito menos do FcPorto – ainda por estes dias apanhei no Porto Canal um jogador histórico do Porto a falar como eram difíceis os tempos das décadas de 60/70, e falou claramente que onde eram muito mal recebidos era no estádio dos Belenenses, portanto desconfio que nesses tempos as relações entre ambos os clubes não fosse das melhores.

    Amizade histórica houve entre Porto e Benfica, basta ver que cada um destes clubes esteve na inauguração do estádio do outro. Entretanto na história mais recente não é preciso explicar qual o tipo de relação é que as administrações dos clubes mantêm.

    • Carlos Fonseca says:

      Tudo tem uma justificação. O jogador em causa será daqueles que se vergam à grande amizade entre Fernando Martins (ex-presidente do Benfica e proprietário do Hotel Altis) e Pinto da Costa, cultivada no hotel onde o Porto há anos estagia em Lisboa.
      Uma coisa é o que se passa nos bastidores, outra é o que está à vista de todos.
      Sou belenense, mas mais do que isso luto por uma sociedade transparente. Há anos opaca, porca e corrupta. De que lado estão o Martins e o Costa?

  2. Pisca says:

    Grande Post a clarificar a Historia, Obrigado


  3. Carlos, tu sabes que sou azul-e-branco, a fugir para o Deportivo… http://aventar.eu/2013/04/13/eu-vi/
    A equipa galega tem quase tantos portugueses como o Belenenses


  4. Não sou muito muito adepto do futebol , que muito comparo na sujeira da Política e da Banca . Apesar de ser simpatizante do Benfica , admiro o Belenenses ao qual dou os meus PARABÉNS .
    O único estádio que entrei até hoje , em 64 anos , foi no de Belém .


  5. Para quê desenterrar agora fantasmas?
    O Benenenses regressou à I divisão. O Clube está todo de parabéns. É o que conta. Boa sorte Benenenses.


  6. Viva o nosso Belém!


  7. Para quê desenterrar agora fantasmas?
    O Belenenses regressou à I divisão. O Clube está todo de parabéns. É o que conta. Boa sorte Belenenses.

    • Carlos Fonseca says:

      Fantasmas são ícones do filme de Tobe Hooper, William Friedkin ou Steven Spielberg; outras são as realidades do futebol português, de futebolistas azuis e, sobretudo, de um clube e do enquadramento futebolístico nacional que conheço muito bem, Se se assusta com fantasmas, enterre-se e leve um telemóvel para a toca.

  8. L. Rodrigues says:

    Morei durante algum tempo no Restelo, tempo suficiente para ouvir uma vez uma conversa entre gerontes no autocarro 28, despertada pela contemplação da ponte 25 de Abril. Um deles fez a observação do costume: “Porque é que lhe mudaram o nome, foi o Salazar que a fez…”.
    O outro retorquiu: “Pois, é como o nosso estádio… Chamava-se estádio Almirante Américo Tomás e a 26 de Abril mudaram-lhe o nome para Estádio da LIberdade.”
    E coroou esta observação com a seguinte:
    “O que é que o Belenenses tem que ver com a liberdade?!”

    (Depois ainda avançou que o pré-25 de abril tinha sido a melhor época do belenenses, porque como o Almirante era adepto, todos os ricaços do regime metiam dinheiro no clube para estarem na boas graças).

    Enfim. Num clube de futebol cabe de tudo não é?


  9. Parabéns, ó provocador.

  10. Ricardo Santos Pinto says:

    Parabéns ao Belenenses. O Gil Vicente que se prepare… 🙂


  11. Vá lá, levas um like pelo Belenenses. Mas porque tem hóquei feminino!

  12. Maquiavel says:

    É o 2.o que ganha, depois de ganhar o Campeonato Nacional da 2ª Divisão em 1983/1984! Parabéns!

  13. António Fernando Nabais says:

    O ouro do campeonato poisou sobre o azul do Restelo. Parabéns, querido campeão! Estás a dever-me uma dúzia de pastéis e um quarto de leite Vigor (ao lanche. Depois, digo-te onde me hás-te pagar o jantar).

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.