Crianças para a Matança

Nunca esqueceremos os exércitos de meninos que em África eram recrutados-raptados, depois armados, para matanças mais eficientes, mais implacáveis e mais inescrupulosas e arbitrárias. Ao que parece, a coisa funciona do mesmo modo quando os Governos contratam putos com vencimentos insultuosos, os tais assessores imberbes e no entanto especialistas, porventura para executarem ou aconselharem a mesmíssima implacabilidade dos cortes e das medidas. Como as crianças-soldado em África. Sem hesitações e sem alma. Se não é assim, parece.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.