Fé nos burros

fe-nos-burros

Há uma exposição fotográfica no Parque Monsanto de Lisboa a qual, por momentos, julguei que fosse propaganda política como as habituais “vote em mim”. Mas não, é mesmo sobre os quadrúpedes da espécie asinina e nada tem a ver com estes que nos governam. E se eles, contrariamente aos asnos, têm sido burros! Basta observar as metas com que se comprometeram e onde chegaram:

  • contas públicas equilibradas – falhanço total: o défice em função do PIB vai no 10.6% (números oficiais… espere-se pelos défices escondidos nas Câmaras e nas empresas fora quadro das contas do défice);
  • contenção do desemprego e da degradação económica – falhanço total: são diárias as tristes notícias deste contexto;
  • estabilidade política – falhanço total: nenhum outro governo teve tanta cachopada como este;
  • melhoria das condições de acesso a crédito, nomeadamente com juros mais baixos – falhanço total: nem os cinco e tal por cento que há semanas se verificou é sucesso algum (basta ver não temos crescimento que sustente estas taxas de juro) como essa garotada que ocupa o lugar de um governo ainda conseguiu piorar a situação.

Este governo não existe, apesar dos cargos de ministro continuarem ocupados. Serve para aplicar a política definida pela troika , a qual não é mais do que a garantia de devolução do dinheiro e dos juros do dinheiro emprestado. Esta exposição de Monsanto não é sobre estes burros; mas temos um mostruário diário nos telejornais das oito.

Comments

  1. nascimento says:

    Sem problemas.Os carneiros que votam mais os asnos que nem votam…tá tudo bem.Aos asnos que nem votam continuem a atingir o orgasmo no Aventar….

  2. nascimento says:

    Mas como disse Louçã quando vier os cortes de 4 mil milhões a carneirada vai ZURRAR….com votos ou sem eles…vai ser lindo..ó da guarda!!!!?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.