Isso não se faz!

Era uma vez um cidadão que vivia um problema enervante. O seu vizinho do andar de cima, dado à boa vida, chegava todos os dias a casa a más horas e, antes de se deitar, atirava com as botas fazendo grande estrondo, acordando-o e deixando-lhe os nervos em franja.

Decidido, foi falar com o vizinho vadio, pedindo-lhe que, ao menos, não atirasse com as botas. Cordial, o vadio pediu desculpa e garantiu que tal não se repetiria. Na noite seguinte, com o grão na asa, ainda atirou com uma bota mas, lembrando-se do pedido do vizinho de baixo, pousou cuidadosa e silenciosamente a segundo bota. O vizinho, coitado, é que teve ainda pior sorte que de costume: ficou a noite toda acordado à espera que caísse a outra bota.

Moral da história: prezado concidadão, quando, do seu lugar nas galerias da AR, decidir ( como fez hoje) atirar calçado aos deputados, não atire um. Atire os dois. É que o povo ainda agora está à espera de saber o que aconteceu ao segundo sapato!.

Comments


  1. Está boa , muito boa mesmo . Bem apanhada . Talvez seja boa ideia atirar sapatos na Assembleia da República .

  2. nascimento says:

    As botas estão em saldo?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.