Fantasia

Tudo se prepara para a reunião do Conselho de Ministros. Estão todos lá, acompanhados dos seus numerosos secretários de estado. Passos Coelho assume a presidência e vai afivelando um sorriso torpe e ligeiramente sinistro. Portas afaga a breve cabeleira, naquele gesto triunfal que tão bem se lhe conhece. Vão aprovar leis duras. Serão cortes, despedimentos, perda de direitos, tudo quanto os presentes pensam que os portugueses merecem. Subitamente faz-se um silêncio estranho. A luz torna-se mais fraca, o ar parece ficar opaco, a temperatura baixa e provoca arrepios. Então, uma sombra começa a definir-se. Um vulto de trajos negros como a noite agiganta-se. E uma voz profunda, rouca, sombria, gela o sangue dos presentes: I’m Batmam.

Comments


  1. Muito bom!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.