Empreendedorismo é enfermeiros receberem 3,1 euros por hora

Segundo o Diário de Notícias, o Centro Hospitalar do Médio Tejo entrega à empresa Sucesso 24 Horas 1200 euros mensais por cada enfermeiro colocado pela dita empresa. No referido centro hospitalar, estão a trabalhar oito enfermeiros contratados nessas condições.

Os enfermeiros, para receberem 510 euros mensais (que a Sucesso 24 Horas tira dos 1200 que recebe), têm de trabalhar 40 horas por semana.

É uma história edificante: um hospital precisa de enfermeiros. Como, por alguma razão, não os pode contratar, paga 1200 euros a uma empresa para fazer aquilo que o hospital não pode fazer. Por razões fáceis de entender, há enfermeiros dispostos a receber 510 euros para trabalhar 40 horas por semana.

Contas feitas, o Estado gasta 1200 euros por cada enfermeiro e os enfermeiros, profissionais altamente diferenciados, recebem muito abaixo da tabela. A Sucesso 24 Horas ganha 690 euros por cada enfermeiro que consegue contratar para trabalhar por um valor próximo do ordenado mínimo. Convém não esquecer que a Sucesso 24 Horas é uma empresa especializada em prestação de serviços na área da saúde.

Não faltará quem diga que sempre estão melhores do que as enfermeiras que trabalhavam a troco de comida.

Aí está o empreendedorismo em todo o seu esplendor. É claro que estes enfermeiros não fazem greve: deve ser porque não sentem a mínima revolta.

Comments


  1. O vosso “Colaboracionista” António de Almeida devia ler este post!

    Apelidei-o de “colaboracionista” e não de colaborador devido ao sentido pejorativo (merecido) da palavra.


  2. Reblogged this on O Retiro do Sossego.


  3. É a “Liberdade” (com maiúscula como ele gosta) com todo o manancial de empreendedorismo sem direitos, explorado até ao osso.
    Quando o “colaboracionista” se dispõe a teclar, fico sempre com a sensação que me enganei e fui parar ao Blasf


  4. O meu comentário deve ser lido como resposta a mfc

  5. joao lopes says:

    há muito que este “esquema” é utilizado no centro hospitalar do medio tejo e centros de saúde adjacentes. alias ,neste momento o hospital de santarem prepara-se para recorrer ao mesmo “esquema” para a contratação de enfermeiros(neste momento este hospital está em total ruptura quanto a pessoal de enfermagem).


  6. VERGONHOSO!…INACREDITÁVEL, mesmo!
    Meus caros, perante isto é caso para se dizer: se a ORDEM DOS ENFERMEIROS e as esruturas SINDICAIS inerentes à classe profissonal têm conhecimento deste regime ESCLAVAGISTA oportunista e “cruzam os braços”, que é como quem diz, reagem com inércia e lassidão, então é caso para se dizer que o nosso prestígio e a nossa imagem neste país, enquanto profissão digna…”JÁ ERA!”
    Jovens enfermeiros deste país, se puderem…não aceitem tais condições! LUTEM POR UMA ENFERMAGEM MAIS DIGNA e por um estatuto e remuneração condignos…nem que tenham que emigrar (!)…exactamente o que eu faria se fosse mais jovem!

  7. Hugo Duarte says:

    Atenção que dos 690 € ainda falta os pagamentos a segurança social e seguros por isso não são 690 € limpos

Trackbacks


  1. […] o que me ocorre dizer a propósito deste post. Se o Hospital necessita contratar a mão de obra dos enfermeiros e está disposto a pagar 1200 […]


  2. […] raposa toma conta do galinheiro. É assim nas Forças Armadas, é assim na Educação, é assim na Saúde. Ou como escreveu Saramago: “privatize-se também/a puta que os pariu a […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.