Sinais das últimas sondagens

Pedro Parracho

As últimas sondagens vieram mostrar que a diferença entre a coligação (PSD/CDS-PP) e o PS está a diminuir. Os partidos da maioria foram os que mais subiram, o que mostra com isso, que apesar do descontentamento, devido às medidas que foram tomadas e que penalizaram as famílias portuguesas, os cidadãos não encontram no PS e no seu líder, António Costa, uma alternativa credível.
O verdadeiro problema do PS, é não ter alternativa às políticas do governo, António Costa, está bem consciente desta realidade e por isso divaga, sem nunca apresentar medidas concretas.
Estas alternativas não aparecem por parte do PS porque não existe dinheiro para gastar, desta vez não se pode governar tendo como base o investimento público (bandeira do último governo PS), criar emprego e dinamizar a economia à custa do endividamento e dos compromissos desastrosos com as PPP, demonstraram que é uma solução catastróficas que nos conduz a uma espiral recessiva.
Qualquer solução alternativa que o PS tenta apresentar, conduz a um aumento da dívida pública e isso os portugueses, claramente, não querem.
As promessas do aumento do salário mínimo, reposição das pensões e dos subsídios de desemprego, reabertura de serviços públicos entretanto fechados, feitas por António Costa, conduzem ao aumento da despesa pública e um regresso ao governo socrático.
Os portugueses, hoje, estão alerta e não querem voltar ao despesismo do passado, é que depois quem acaba por ter de pagar as contas são eles próprios.
O que os portugueses sabem de António Costa, também não tem sido positivo, quando olham para a gestão da Câmara Municipal de Lisboa, as contas escondidas, o endividamento asfixiante da câmara, os impostos ao turismo e as proibições à circulação dos veículos com matrícula anterior a 2000, dificultam ainda mais a vida aos Lisboetas.
Se ele enquanto autarca, cria novos impostos para pagar as despesas, em vez de a reduzir, mais palavras para quê?

Comments

  1. Konigvs says:

    O PS deu um verdadeiro tiro no pé ao trocar um idiota manso, por outro idiota oportunista, mas que fala grosso.
    O idiota manso, tinha aquela carinha de coitadinho, e o povo lá se ia identificando com ele, e foi com ele que o PS ganhou duas eleições. O Costa foi oportunista e isso deu um bocado nas vistas, e ainda juntando a isso os disparates que diz.
    Escolher entre os fascistas irrevogáveis e os oportunistas do costume não deve ser fácil não. Isso ou os Neo-Salvadores-da-Pátria como o abstencionalista violento do Márinho&Pinto Lda.
    Espetááááculo!

  2. Pimba says:

    Espero que este Pedro Parracho näo seja o estupor que anda a defender o desGoverno PSD-CDS pelo Facebook fora…
    que esse é deficiente motor e näo se importa se lhe estarem a retirar os poucos benefícios que tem!

    • Maria Teresa says:

      A deselegância do seu comentário é enorme,
      independentemente de quem seja a pessoa em causa!

  3. Nightwish says:

    O PS pode não ter alternativas, porque na sua base quer defender a mesma classe que o desgoverno.
    Daí a dizer que não há alternativa, quando esta cada vez se revela uma buraco sem fundo de estagnação econômica, é de gente que andou a perder os últimos anos a não aprender nada.

  4. Rui Moringa says:

    O texto tem aspectos (realidades-verdades) para a análise da situação importantes e, por isso não interessa a clubite.
    Tenho votado PS. Sinto que foi ludibriado, porque logo no primeiro governo Sócrates, os compromissos importantes com a Sociedade foram para as calendas…
    Esta mudança de líder e da forma que foi feita tem semelhanças com golpes palacianos. Claro a minha opinião sobre o líder Seguro era de cautela.
    O Costa e a sua equipa parece representar tudo o que de mau têm as lideranças do PS: Soares, Ferro…
    Estes não desemparam a loja. Para além dos aspectos florais (manipulações) o PSD e o PS têm a mesma cartilha sobre a política excluindo mais ou menos subsídios e outras minudências. A viúva (PSD e PS) faz o controlo do retângulo e dos seus negócios e o povo é apenas uma figura de estilo para fingir que há democracia.
    Não sou crente nestas agremiações. Tenho um pergunta para todos: Quem vai pagar a festa das bandeirinhas e outros espectáculos florais com tanta crise? Os militantes? Não creio..

  5. Tony says:

    É cada vez mais óbvio que a solução da crise terá que vir de fora, tal como vieram as causas. Só os idiotas é que ainda julgam que isto é tudo culpa da nossa proverbial preguiça e outros adjectivos abonatórios. O culpado das PPPs não é Sócrates. Ele apenas fez o que lhe mandaram fazer. Fez o que qualquer outro idiota no papel dele faria. O sistema Euro foi montado para que as PPPs existissem. Os estados, que já não são soberanos, feitos reféns da finança europeia ligada ao dreno dos excedentes alemães. Correu mal? Pois correu. Só podia correl mal. Um peido na América é suficiente para intoxicar todo este sistema baseado na especulação financeira. Esperemos que o sistema rebente em breve e o BCE passe a fazer o papel de um verdadeiro banco central e se torne o prestamista qos estados que ponha a gula dos mercados na ordem. Esta semana foi dado o pontapé de saída. Os gregos poderão hoje dar um grande empurrão.

    • Rui Moringa says:

      Tony,
      Concordo, em geral, com o diagnóstico que é feito. O Sr. Sócrates e o nosso idiota útil, assim como o Passos.
      Mas tem algo por detrás da finança ou não? Ela move-se por si?!
      São os estados poderosos, como a Alemanha?!
      Talvez. quanto a quem dá ordens tenho muitas dúvidas, porque não sei quem está por detrás das rotativas que imprimem dinheiro ou não. alguns dizem que é o tal grupo Bilderberg. É só?
      Para mim quem manda no BCE, manda em tudo.
      Não espero muito da Grécia. Estaria mais confiante se fossemos nós a agir e a tomar o rumo dos nossos destinos negociando e desfazendo o negócio sempre que ele não fosse útil à tribo, ou comunidade se é que o somos!!??
      Não vou muito nas teorias da mundialização como tábua de salvação. Nós somos geneticamente globais.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.