Radical é o capitalismo

Capture

Publicada a 29/01 no diário As Beiras.

Embora o Syriza inclua na composição da sua designação a palavra radical, está longe de poder ser considerado um partido radical. Trata-se de um autêntico partido de esquerda, de espectro largo, com algumas semelhanças com o nosso BE. Ocupa um espaço político deixado livre pela deriva dos socialistas para o centro e pelo isolamento do partido comunista, mais preocupado em assegurar a sua sobrevivência.

O que é radical na verdadeira aceção da palavra, é o capitalismo dos dias de hoje. A política do FMI é radical quando aplica uma taxa de 5% aos empréstimos à Grécia e a Portugal. Quantos negócios sérios dão lucros de 5% durante 5 ou 10 anos? Pior, como se pagam anos a fio 5% de juro quando o crescimento na melhor das hipóteses não descola de 1 ou 2%? O capitalismo financeiro é radical quando permitiu uma fraude de cerca de 130 mil milhões de euros, só em 2013, graças apenas a esquemas resultantes do segredo bancário (ver G. Zucman, “A riqueza oculta das nações”, Temas e Debates, 2014). Esta quantia seria suficiente para resolver a crise das dívidas de vários países europeus. O capitalismo financeiro é radical quando permite esquemas de otimização fiscal através de compra e venda a preços fictícios entre sucursais de multinacionais, como muito provavelmente fará a Jerónimo Martins e outras empresas com sede na Holanda.

Comments

  1. antonio oliveira says:

    acessão ou acepção?

  2. AntónioF says:

    Caro Rui Curado da Silva,
    quando ouço a palavra RADICAL associada a um qualquer partido politico a primeira imagem que me ocorre é a de uma famosa deputada italiana, do partido com esta designação, que, presumo, terá sido a primeira mulher, quiçá a única, a mostrar o seu seio, ou se preferir maminha – como o famoso doce das freiras do Mosteiro de Celas na cidade de Coimbra – no Parlamento português.
    Há alguma similitude ideológica com esse partido?


    • Os partidos radicais são uma família de partidos europeus mais ou menos libertários. Há um partido Radical Francês que atinge bons resultados e o tal partido italiano que foi dirigido muito tempo pela ex-comissária Emma Bonino, e de que fez parte a Cicciolina:) Costumam alinhar com as franjas esquerdas dos PS, com os Verdes e os partidos do grupo do Bloco.

      • AntónioF says:

        Caro Rui Curado da Silva,
        desculpe a provocação. Duas questões e um acrescento:
        Um acrescento – «presumo, terá sido a primeira mulher, quiçá a única, a mostrar o seu seio» para além, obviamente da nossa própria República.
        As questões, na sua frase: «um autêntico partido de esquerda, de espectro largo, com algumas semelhanças com o nosso BE».

        «Um autêntico»???

        «Partido de esquerda, de espectro largo, com algumas semelhanças com o nosso BE»???
        Bem a ver pelo último congresso do partido português, não será antes correcto substituir a expressão «expectro largo» por «saco de gatos»?

  3. A.Silva says:

    Essa idéia de que o Partido Comunista Grego está mais interessado na sua sobrevivência do que em derrotar o capitalismo, é uma idéia estupida propagada pela direita e que demonstra, da parte de quem a profere, as suas proximidades ideológicas.
    Deixem de ser estupidos!


    • Lá iremos. Esse tema tem muito que se lhe diga, inclusivamente sobre o que tem sido a prática partidária do PCP em Portugal. Segue as cenas dos próximos episódios.

      • A.Silva says:

        Lá iremos aonde???

        Então um partido que promove greves gerais, manifestações, organiza as massas para combate ao capitalismo, está só preocupado em sobreviver???

        Vai-te catar ó reformistazinho de trazer por casa!


        • julgava que era a CGTP. A CGTP=PCP?. O PCP são os sindicatos? Isso é oficial ou informal? Lá está, lá iremos a estas e outras questões.

          • joao lopes says:

            a CGTP é o PCP e a UGT é o PS/PSD.ora como a UGT aprovou a nova lei de trabalho imposta pela troika(estão há vista os resultados) ,temos no minimo o direito de duvidar das intenções da UGT.este comentario faz de mim um comunista? não,não faz.mas que dou muita razão a muitas afirmações da CGTP/PCP feitas nos ultimos anos,lá isso dou.

  4. joao lopes says:

    radicais são os agiotas deste mundo,que em nome do dinheiro são capazes de matar um povo à fome.já agora,barak obama não é um radical,tentando até aliviar(atraves das suas palavras) a pressão em cima da grecia pelo FMI/BCE/alemanha.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.