Vamos ajudar o Igor a ir ter com o Pai?

aqui  e aqui vos falei do Igor e da sua família.

Vou acompanhando o caso dele conforme posso, muito raramente lá comunico com a mãe-coragem deste menino e infelizmente não posso ajudar esta família como gostaria de o fazer.

O que me leva a escrever este post é o facto desta família estar separada há muito tempo – demasiado tempo – e as crianças, sobretudo o Igor, sentirem muito a falta do pai.

Alguém imagina o que é viver com uma criança que constantemente chama pelo pai, quer o pai e não compreende que o pai não está ali, não pode estar ali porque tem que trabalhar noutro país para garantir ao seu filho alguns dos apoios que o Estado deveria por obrigação dar-lhe? Eu não imagino. Tenho duas filhas felizmente saudáveis, e não imagino como seria sermos uma família separada. Se a mim me custa tanto só pensar nessa possibilidade, nem imagino aquilo por que a mãe do Igor e da irmã passa.

Adiante, perante a cada vez menor solidariedade do Estado e o seu cada vez maior afastamento e negligência relativamente a todos os que são menos saudáveis, é convicção da mãe do Igor – e eu acredito que ela está certa – que o seu menino terá mais e melhores apoios noutro país. Mais concretamente, no país para onde o pai foi forçado a emigrar – França. Acredito também que a irmã do Igor terá aí maiores probabilidades de construir um futuro que lhe permita viver e um dia, se necessário, tomar a guarda do irmão.

Há tantas terapias e consultas e aparelhos de que o Igor necessita, que o dinheiro não chega para tudo isso e ainda pagar a mudança de armas e bagagens de toda a família para França. Por isso, peço-vos, caros e generosos leitores, que ajudeis o pequeno Igor a voltar a ter uma família unida e a viver num país onde os seus direitos à saúde e à dignidade sejam assegurados.

O NIB, caso queiram/ possam ajudar, está presente na página do Facebook. E, evidentemente, a ajuda não se reduz a depositar dinheiro numa conta. Há outras formas de se poder ajudar a reunir esta família. Neste momento, é isso que estou a fazer: a usar uma das formas ao meu alcance para ajudar o Igor, que merece tudo o que de bom a vida lhe puder dar.

Nota: Nos posts anteriores que escrevi sobre este menino já coloquei fotografias dele. Creio agora ser desnecessário fazê-lo.

Comments

  1. Tozé Andrade says:

    Obrigado pelo carinho e pelo interesse! Tudo de bom.


  2. Reblogged this on O Retiro do Sossego.


  3. Tudo de bom para a vossa família,Tozé! Todo o bem não será suficiente para o que merecem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.