Entreguem a Santo António

Parece que a Assembleia da República não sabe onde meteu a petição em que mais de 10 mil pessoas exigem um inquérito parlamentar à compra dos famosos Tridente e Arpão, os submarinos alemães.

O documento foi submetido por via electrónica, quem o fez tem o comprovativo de que a submissão foi realizada com sucesso, mas, de acordo com o Jornal de Notícias, fonte da AR diz que ali “não entrou nada”.

Creio que neste caso “perder” é um verbo inadequado. Provavelmente houve uma arrumação inconseguida e a petição deve estar neste momento num sítio que não lembra a ninguém. Quem nunca encontrou os óculos no frigorífico ou a colher do iogurte no balde do lixo que atire a primeira pedra. E como a sabedoria popular, antiquíssima, nunca é de desdenhar, eu sugeria à Assembleia da República a oração a que recorriam as nossas avós e bisavós e que tem décadas de êxitos comprovadíssimos.

Tomem nota, por favor:

Santo António,

Apóstolo cheio de bondade

Que recebeste de Deus

O poder especial de fazer achar

As coisas perdidas

Socorrei-me neste momento

Para que por vossa assistência

Ache o objecto que procuro [Nesta parte devem dizer “Petição para investigar os submarinos”].

Obtendo também uma fé profunda

Perfeita docilidade as inspirações da graça

O desprezo dos vãos prazeres

E um ardente desejo das inefáveis alegrias

Da bem-aventurança eterna

Amém.

 

Estou certa de que Santo António não há-de deixar de valer-vos e a petição aparecerá.

Comments

  1. Procurem na casa de banho que o CDS tem na ass embleia da res pública. Provavelmente está a fazer de papel higiénico, cortada aos pedacinhos. O que não é muito higiénico para a indemocracia em que (sobre)vivemos.

  2. Reblogged this on O Retiro do Sossego.

  3. Hilariante! ADOREI!… 🙂 🙂 🙂
    É assim mesmo! Sarcasmo q.b.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.