Helder, sim, Helder.

Ao contrário daquilo que se lê por aí. Helder, sem acento. Exactamente.

Comments

  1. Lara Liz says:

    À parte o escritor, que evidentemente deixa um vazio, concentro-me apenas no título desta notícia -“Helder sem acento”.
    Sempre que vejo uma afirmação (relativa a algo que podia ser diferente), gosto também de ver a respectiva justificação. Tal justificação não aparece aqui, mas acho que fazia falta.
    Por um lado, acho que é mais habitual escrever “Helder” (sem acento), mas pondo a tónica em “hel”, o que torna a palavra grave. Ora, segundo a regra mais geral da acentuação, as palavras terminadas em R são naturalmente agudas (tónica na última), e só deixam de o ser se tiverem um acento em outra sílaba. Portanto, em Helder (sem acento) a tónica devia ser a última, como em “comer”, “falar”, “descobrir”, etc. Se não se aplica esta regra, qual a razão para a tónica ser “hel” e não levar acento? Ou então devia pronunciar-se pondo a tónica em “der”, não?

  2. Lara Liz says:

    Acrescentaria ainda que a minha dúvida sobre o Helder (com ou sem acento), não tem nada a ver com o AO, que não sigo. A regra que citei é bem anterior, e aplica-se por exemplo a “éter” ou a “Óscar”.

  3. Helder says:

    Bom dia Lara,
    Ainda ontem os meus colegas questionaram porque é que não escrevo com acento no 1º E.
    Sempre escrevi sem acento e no meu BI também não tem.
    Certo é que ao escrever nos processadores de texto, escrito sem acento, dá erro ortográfico!
    Devo começar a escrever com ou continuar sem o acento?
    Será que sem acento se lê “ilder” tal como se diz “ilena” (Helena)?
    O que acha?
    obrigado!
    Helder Duque


    • Já nem me lembrava disto, mas não há problema.
      Se no seu BI está Helder, talvez deva continuar a escrever assim (principalmente em documentos), tal como ainda há alguns que se chamam e escrevem “Manoel” e tenho uma amiga com o apelido “Vasconcellos”, que escreve sempre com 2 ll.
      Também não corre o risco que alguém leia “ilder”, e a maioria dos Portugueses pronunciará correctamente (como Hélder), com a tónica no “Hel”, por conhecer a pronúncia da palavra. Apenas quem não esteja familiarizado com a língua ou quiser brincar consigo seguirá as regras da acentuação e pronunciará “HelDER”, pondo a tónica em “der”, como nas palavras “mulher, colher, saber”, etc. que, por terminarem em R e não terem qualquer acento, são agudas (tónica na última sílaba).
      No seu caso, eu talvez explicasse aos amigos que está assim no BI, ou, se não quiser estar com explicações, pode escrever Hélder com acento só para mensagens NÃO oficiais. Para estas tem que respeitar o que está no BI, mesmo que o tenham registado assim por engano.
      E não leve isso muito a sério. Há quem tenha problemas mais graves com o próprio nome.
      Um bom dia e bom ano, Helder!


    • Hélder, em Português, é uma palavra esdrúxula terminada em R, tendo por este motivo que ser acentuada na penúltima sílaba. Isto é uma não questão… Agora que quiser escrever sem acentuação e dizer que o nome é estrangeiro, essa é outra possibilidade.


      • Hélder Rebouço (outro Hélder): o seu raciocínio está certo, mas enganou-se ao dizer que é uma palavra esdrúxula. É grave, até porque só tem 2 sílabas, e para ser esdrúxula teria que ter, pelo menos, 3 sílabas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.