Perdoa-me

Enquanto uns lutam por perdões de dívida, outros conseguem-no nos tribunais portugueses. Hoje foi a vez (outra vez) de João Rendeiro. A culpa continua a morrer solteira.

Comments

  1. Ausente52 says:

    Medina Carreira o Homem que diz as coisas no momento proprio, e que ate’ hoje ninguem o tem contestado “olhos nos olhos”.

Trackbacks


  1. […] Lembra oportunamente o Aventar que, enquanto o governo grego luta sozinho por uma reestruturação da dívida, em Portugal há trafulhas que obtêm nos tribunais perdões totais e parciais das multas aplicadas pelos actos ilícitos que cometeram. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.