A crise: abstracção de fronteiras semânticas turvas

“O PS é que trouxe a crise para Portugal” – o argumento desonesto que serve duas carapuças principais: a dos apoiantes da coligação PSD/CDS e a dos apoiantes da coligação PCP/PEV. A que se juntam algumas outras classes anti-PS, como por exemplo os que jamais perdoaram a Mário Soares e a Almeida Santos os improvisos da descolonização e os que não esqueceram quem lhes estragou a rave do PREC (que gerou uma partezinha da crise, já agora). E no entanto, basta ver quantos foram os Governos do PSD para perceber a verdadeira natureza da crise – a que também o PS não é alheio, nem o CDS, claro está. E era isto.

Comments


  1. É difícil perceber o que é que tem o PCP/PEV a ver com a crise. Também não se percebe porque exclui O BE,(eu sei que fala em classes anti-PS) será para não ferir sensibilidades na “mercearia”. De qualquer modo o texto abaixo de autoria de um fundador do PS, deixa respostas ao post.

    Alfredo Barroso

    Fundador do PS está com “a luta contra o odioso pacto orçamental, uma das bandeiras da campanha do Bloco”. Para Barroso, o tratado é “um ‘buraco negro’ em que a democracia está destinada a desaparecer, se nada mudar”.

    19 de Abril, 2014 – 00:33h

    Alfredo Barroso é um dos apoiantes do Bloco nas eleições europeias.

    Alfredo Barroso explicou esta semana que a razão do seu voto no Bloco de Esquerda nas eleições de 25 de maio é “porque foi o partido de esquerda que fez da luta contra este odioso pacto uma das bandeiras da sua campanha”. Para o antigo chefe da Casa Civil da Presidência da República, a essência do Tratado Orçamental “é fazer recuar ainda mais o pouco que ainda resta de democracia na União Europeia”.

    “Não tenho hoje a menor dúvida de que a fronteira que separa a esquerda da direita, em relação à União Europeia, passa pelo odioso «Pacto Orçamental»”, sublinha Alfredo Barroso.

    Numa comunicação apresentada num debate sobre a Europa, realizado pelo Le Monde Diplomatique em Lisboa, Alfredo Barroso disse que o Tratado “implica necessariamente uma forma de austeridade perpétua, sobretudo para os países periféricos da União Europeia, aumenta acentuadamente o risco de explosão da Zona Euro e conduz inevitavelmente a uma retração brutal da democracia na Europa, que pode ser mortal, ao agravar impiedosamente o défice democrático de que sofre há décadas a União Europeia”. Quem beneficiará desta situação são as forças xenófobas e autoritárias de extrema-direita, “que estão em plena ascenção na União Europeia”, prevê o histórico socialista.

    “Não tenho hoje a menor dúvida de que a fronteira que separa a esquerda da direita, em relação à União Europeia, passa pelo odioso «Pacto Orçamental»”, sublinha Alfredo Barroso, recordando que a sua aprovação contou com a “cumplicidade dos partidos socialistas, social-democratas e trabalhistas membros da Internacional Socialista”. O fundador do PS diz que o Tratado Orçamental “constitui – depois do Tratado de Maastricht (1992) e do Tratado de Lisboa (2007) – uma espécie de III Ato da história do euro, ao impor de forma radical (e inédita) os princípios do neoliberalismo – ou do ordoliberalismo alemão – que presidem, desde o início, à construção da moeda única”.

     “A crise foi consequência directa da cegueira e da avidez dos mercados financeiros, mas são as despesas públicas e a proteção social que pagam os elevados custos dessa cegueira e têm de ser combatidas”.

    Barroso entende que o Tratado mostra bem como os líderes políticos europeus tiraram lições da crise financeira “exactamente contrárias ao que a lógica impunha”. “A crise foi consequência directa da cegueira e da avidez dos mercados financeiros, mas são as despesas públicas e a proteção social que pagam os elevados custos dessa cegueira e têm de ser combatidas”, explica, antes de considerar um “absurdo” que o Banco Central Europeu “inunde os bancos privados com
    milhares de milhões de créditos em euros a uma taxa muito baixa (1%) para que esses bancos (se assim o quiserem, porque a tal não são obrigados) possam emprestar uma parte dessas somas astronómicas aos Estados (a taxas de 3%, h6% ou mesmo 10%)”.


  2. Do mesmo autor aqui vai mais um texto que mostra bem como o PS atrelado ao PSD e CDS colocaram os portugueses na miséria.

    “Depois da ignóbil chinesice de Costa, abandono o PS, e é já”

    por B.C. e J.P.H. Hoje59 comentários

    Fotografia © Arquivo/Globalimagens

    Alfredo Barroso, fundador do PS, vai desfiliar-se por causa das declarações de Costa que frente a uma plateia de chineses elogiou as mudanças que aconteceram no país nos últimos quatro anos.

    Alfredo Barroso, um dos fundadores do Partido Socialista, anunciou que vai desfiliar-se do PS por sentir-se envergonhado com a”inqualificável chinesice” de António Costa. Barroso referia-se às declarações do líder do PS durante numa homenagem que lhe foi feita no passado dia 19 de fevereiro pela comunidade chinesa radicada em Portugal. António Costa agradeceu a ajuda chinesa a Portugal, não só dos emigrantes no país mas dos empresários em geral e, numa frase que já se tornou viral – com a ajuda da oposição do PSD e CDS – pareceu elogiar as mudanças que aconteceram no país ao longo dos últimos quatro anos, sublinhando que a situação é hoje “bastante diferente” do que aquela que se verificava quando o Governo de Sócrates pediu o resgate aos credores internacionais.

    O eurodeputado Nuno Melo recuperou as declarações de Costa, que passaram no canal chinês CCTV, num artigo de opinião, colocando depois o vídeo na sua página do Facebook.

    Alfredo Barroso explica assim a sua saída do PS: “Já chega! Nunca me passou pela cabeça que um secretário-geral do PS se atrevesse a prestar vassalagem à ditadura comunista e neoliberal da República Popular da China, e se atrevesse a declarar, sem o menor respeito por centenas de milhares de desempregados e cerca de dois milhões de portugueses no limiar da pobreza, que Portugal está hoje melhor do que há quatro anos. A declaração de António Costa é uma vergonha!”.

    O fundador do Partido Socialista que ainda esta semana vai enviar a carta com a desfiliação – “enviarei à direção do PS (hoje tenho vergonha de escrever por extenso Partido Socialista) uma carta muito simples” – garante que não irá aderir a outro partido. Mas vai apoiar e votar no Bloco de esquerda.

    Alfredo Barroso diz ter a certeza de que “a ‘ralé’ que tomou conta do ‘aparelho’ do PS é capaz de se atrever a desenvolver contra mim miseráveis campanhas”.

    Considerando que a chinesice de António Costa é um tiro de canhão no coração do PS, Alfredo Barroso escreve que “agora só falta mesmo o PS apoiar como candidato a Belém o advogado de negócios António Vitorino, que vai ser o próximo presidente da assembleia geral da «chinesa» EDP e membro do respetivo conselho geral, presidido pelo ignóbil Eduardo Catroga. Ah, é verdade, e porque não, já agora, apoiar o inefável Jorge Coelho como candidato a primeiro-ministro?u!”
    DN 26/2/15

    Ex a chave que descodifica o comportamento do PS:

    Alfredo Barroso diz ter a certeza de que “a ‘ralé’ que tomou conta do ‘aparelho’ do PS….


  3. Crenças ,cada um tem a que precisa. Se forem alimentadas regularmente melhor!


  4. O “PS” pela mão do Mario Soares fez o mesmo que o Tsipras…. vendeu o país por 30 dinheiros num verão nada quente—–


  5. Mas com querem que Portugal, um país de “caca” no contexto europeu e mundial, tenha voz activa e se arme em galo de capoeira.
    Qualquer 1º ministro que tenha a veleidade de não fazer o que lhe mandam lá de Bruxelas ou de Berlim está como diz o da TV… JÁ FOSTE.
    Por isso, venha lá o Costa ou o Sr. Barroso tanto faz que quem vier “mandar” no pote tem de o fazer com muito cuidadinho.
    Quanto muito, vai ter os poderes necessários para nomear uns “boys” e umas “girls” e pouco mais…
    Quem tem os Euros é que dá ordens!


  6. Um socialista que durante cerca de 18 anos dirigiu aquela coisa “GT”, ao serviço do patronato recebeu o prémio pelos serviços prestados:

    22.08.2013  01:00 Governo dá cargo a João Proença Novo assessor da agência diz ao CM que a “vida sindical acabou” e quer captar investimento Partilhe A partir de segunda-feira, João Proença, engenheiro químico de formação, e líder da UGT durante 18 anos, será um dos assessores de Pedro Reis na Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), tutelada pela Presidência do Conselho de Ministros……

  7. Rui Moringa says:

    Negociação entre lojas. Não me surpreende.

  8. Orvalho says:

    … não se preocupe com os PS’s, muito menos com os seus Presidentes:
    ” … RTP paga por uma prestação por semana a Carlos César, do PS, seis mil euros por mês, mais as viagens …”

    Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/opiniao/colunistas/eduardo_cintra_torres/detalhe/rtp_em_fim_de_festa.html

  9. Dezperado says:

    “O PS é que trouxe a crise para Portugal” – o argumento desonesto”

    Muito desonesto mesmo, ate tenho ideia que foi o partido da terra, o MPT que chamou a troika, tal era a governação brilhante que estava a fazer.

    • j. manuel cordeiro says:

      Deve achar que as pessoas não têm memória. Que um desenho de quantos anos de PSD há? Quer uns links sobre o entusiasmo do PSD quanto a trazer a troika?

      • Dezperado says:

        Manuel

        Preciso mesmo da sua ajuda, diga-me la quantos anos esteve o PS a governar e quantos anos esteve o PSD?

        E não sei em que parte do meu texto voce le que o PSD nao tem culpa de nada……agora dizer que o PS quase tem culpa da crise é que me parece muito exagerado, quando foi o principal culpado.

        • j. manuel cordeiro says:

          “Preciso mesmo da sua ajuda, diga-me la quantos anos esteve o PS a governar e quantos anos esteve o PSD?”

          https://pt.wikipedia.org/wiki/Governo_da_Rep%C3%BAblica_Portuguesa

          “E não sei em que parte do meu texto voce le que o PSD nao tem culpa de nada……agora dizer que o PS quase tem culpa da crise é que me parece muito exagerado, quando foi o principal culpado.”

          Simples. Está a fazer de conta que o PSD não contribuiu para a dívida. É que acontece que a causa da crise, não sei se saberá, teve origem em os juros terem disparado abruptamente devido ao colapso do sub-prime.

          • Dezperado says:

            “Simples. Está a fazer de conta que o PSD não contribuiu para a dívida. É que acontece que a causa da crise, não sei se saberá, teve origem em os juros terem disparado abruptamente devido ao colapso do sub-prime.”

            Nao sei se tambem sabe que essa crise só acelarou a bancarrota em Portugal, mas mesmo sem crise, iria chegar mais tarde ou mais cedo….basta ver que todos os anos o deficit no orçamento era maior…..andamos a viver de emprestimos la fora, o dia de os pagar iria chegar.

            E em 2008 quando se deu o colapso do sub-prime, o que disse o recluso 44??? Nao se preocupem, a crise nao chega ca, por isso vou aumentar a FP que assim garanto ja a reeleição. E o povo bateu palmas e votou nele.

            Temos todos culpa, os governos, PS PSD CDS, os partidos pequenos que deram o amén a muito investimento publico que nao serviu para nada……e nós povo, que votamos e escolhemos os nosso representantes no parlamento.

    • Nascimentp says:

      Ó palhaço,conheçes o Catroga?Lembras-te da cena com o telemovel em riste e o sorrisinho do animal? Desesperado?Nã. Mais Cobarde.Tenho mais essa impressãozinha…nojo.

      • Dezperado says:

        Nascimento

        ó Palhaço??? não esta a falar com o seu paizinho…..Se não tem educação, volte para a escola….publica….que la é que somos bem educados.

        • Nascimento says:

          Nã pá, tou a falar contigo…e, para merdosos como tu, nã há boa “educaçãozinha”…. só calão da margem sul…tópas’?Acabou a pachorra do democratazinho educadinho….Aguenta que é trabalho…e ainda não vistes nada. Comigo, aqui no tasco, é sempre marcacion cerrada todos los fascistas disfrazados de demócratas, como diz o meu amigo Républicano da Asturias…

  10. Nascimentp says:

    “a rave do PREC “…a sério? Bom, erros ouve e muitos.Mas, se não tivessem ocorrido,hoje, a menina Sarah, nem sequer teria de lutar pelo S.N.S., escola publica, 13º e 14º mês, etc, etc… sabe porquê’ Porque foi nesse tempo de ” RAVE” que se conquistou alguma coisinha!!!Percebeu? Depois foi sempre a descer…exemplo? Quem é que INVENTOU OS RECIBOS VERDES? POIS É…
    Vá lá, estude um pouco mais e contextualize. OK?

    ps. E sejamos honestos ,estes canalhas,só tocaram com mais afinco o que jé estava sendo ensaiado há muito. Olhe que eu vou au arquivo e é uma chatice. Mas, para apimentar a coisa , cá vai: quem é destroçou a confiança nos certificados de aforro do CTT, para obrigar a malta a investir na BANCA???sabe?Pois é..

    • Dezperado says:

      Foi pena os portugueses na altura nao terem deixado os comunas tomar conta do país, senão nesta altura nao precisavamos de lutar por nada…..eramos uma cubazinha na europa em que nao se lutaria por nada porque nao vale a pena!

      E ainda tem a autoridade moral de mandar a autora do post estudar…se calhar teria de estudar a propaganda comuna do pos 25/4.

      • Nascimento says:

        Deves nestes anos em que vejetas meu f. d. p. nunca ter recebido subsidios de férias nem de natal? Sabes quem tos deu?Não? E já agora meu reles samaritano, como não queres nada com comunas, foste entregar os ditos subsidios? Ás Misericórdias? Aposto eu. Ou será que foste de vacances com Guito? És mesmo palhaço.

        PS. O que eu afirmei faz parte da História recente de Portugal e da luta que então ocorreu, mas, tu nem ler sabes! Escarro …

        • Dezperado says:

          Ui que o Nascimento do Lisbon Southbay esta irritado.

          Será que ainda ha comunas bem educados? será da educação que tiveram?Ou isso ainda é ressabiamento por nao terem conseguido tomar conta do país?

          • Nascimento says:

            Não meu trol,há é fachos armados em democratas….mas, de vez em quando, levam nas fuças.eheheheh


  11. dezperado ou desesperado por botar MENTIRAS a torto e a direito?


  12. A cada passo o Cunha mandava para aqui o Alexandre Da Silveira, agora calhou ao Dezperado fazer o trabalhinho…

    • Dezperado says:

      La esta o Adelino a fazer lista…….fascistas e comunas sempre adoraram listas……

      Ainda nao perceberam que ja temos liberdade para expressarmos a nossa opiniao livre……se nao gosta, nao leia.

      • Nascimento says:

        Livre? A sério? Tu sabes lá o que é isso…és mais uma nódoa que pensa ser um adorno.Tadito….nojo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.