Pacheco Pereira não votará no PSD/CDS

O argumento é o de que foi assim, porque tinha que ser assim. Mas na verdade, não tinha que ser assim, foi assim porque se foi negligente (no Citius), se perdeu o controlo (no Novo Banco) e se fizeram asneiras (no “ir para além da troika”) ou, como no caso dos Estaleiros, porque se quis que fosse assim. Os prejuízos enormes a montante a jusante de muitas das decisões negligentes, impreparadas, imponderadas deste governo, para servir interesses e amigos, por ideologia, ou pior ainda, não podem ser justificadas pelas situações de facto que foram criadas. Algumas foram travadas pelo Tribunal Constitucional ou por outros Tribunais, outras porque o protesto teve força, outras porque estavam tão mal feitas que não passaram do papel. Mas, para mal de Portugal e dos portugueses passaram coisas demais. Mas quem é que quer saber?

Não há-de ser por mim, como aliás por muitos social-democratas que ainda sabem o que designa essa classificação política, que o PaF vai ganhar. Contrariamente à pequena intriga de muitos gnomos dedicados ao dedo twitteiro e facebookiano da coligação, uns amadores, outros profissionais, todos a mostrar serviço, que se saiba ninguém mudou de partido, ninguém faz parte das listas de deputados do PS e ninguém espera cargos e lugares caso o PS ganhe as eleições. Mas são sensíveis à vergonha interior que muitos trabalhadores dos Estaleiros de Viana devem ter tido, ao ver Portas a usá-los.

Pacheco Pereira explica de forma simples os erros do governo. Exactamente aquilo que o PS tem falhado redondamente.

E mete o dedo na ferida aberta na comunicação social.

Eu acho que a comunicação social devia mostrar muito mais Portas e Passos e a coligação colocá-los no centro de todos os cartazes. Mais Portas até do que Passos. Mas parece que não o vai fazer, com medo que as caras assustem os eleitores e lhes lembrem que é o PSD e o CDS que estão por detrás da coligação.
Os símbolos dos partidos também estão envergonhadamente escondidos, como se o PaF fosse uma coisa nova e lustral. Mas, quem é que quer saber?

Na rua, é o engano habitual, de pessoas que não podem aparecer em público sob pena de serem insultadas. Admito que outros partidos façam o mesmo, para disfarçar fraquezas, embora a CDU seja o único que não o faz de todo. Tem gente suficiente para enquadrar os candidatos e não é recebida com hostilidade em lado nenhum. O logro, aliás mais uma mentira numa política de mentiras tão habitual como o ar que se respira, é tão evidente que não percebo que os órgãos de comunicação social, em particular a televisão, aceitem enganar objectivamente os seus espectadores apresentando-lhes “passeios de rua eleitorais” completamente artificiais, em que Passos e Portas aparecem rodeados por guarda-costas e “jotas” (que no PSD são habitualmente pagos para acompanharem as caravanas). Aliás, a campanha do PaF nada em dinheiro e muito tempo depois iremos saber que os custos de campanha, foram “por acaso” ultrapassados para o dobro. Mas, quem é que quer saber?

Comments

  1. Ausente52 says:

    que chatice!

    • j. manuel cordeiro says:

      Sem dúvida. Especialmente para quem “esteja” em Melbourne. Madrugou? Não me diga que o Pacheco lhe causou insónias.

  2. Rui Silva says:

    Pacheco Pereira esse “vulto da intelectualidade nacional” nunca abandonou as raízes, a pureza das ideias marxistas/leninistas de onde é ideologicamente oriundo.
    Durante as últimas décadas “fez pela vida” e continua a fazer.
    Enquanto andou encostado ao PSD lá foi citando Karl Popper e a coisa foi rolando. Depois teve o azar de ter sido “arrumado”.
    Mas sabe, a cada momento “o que é que está a dar” e lá se vai auto-modelando.
    Para mim não é uma “referencia” como a esquerda quer fazer crer.

    Cumps

    Rui Silva

    • j. manuel cordeiro says:

      Tenha é vergonha da insinuação que faz. Mate o mensageiro, vá.

    • j. manuel cordeiro says:

      Para mim, que não sou a esquerda, já agora, não é uma referência nem deixa de o ser. Mas diz umas quantas verdades que não têm tido eco na comunicação social

      • Rui Silva says:

        Tenha lá paciência, se há alguém que tem acesso á comunicação social e o Dr. Pacheco Pereira.

        Rui SIlva

        • j. manuel cordeiro says:

          Sabe perfeitamente que se está a falar da cobertura noticiosa dos canais abertos.

          • Rui Silva says:

            Eu gostava de saber que motivos haveria para que o Dr. Pacheco Pereira aparecesse nos noticiários generalistas…

            Rui Silva

          • j. manuel cordeiro says:

            Está a fazer-se desentendido. Não é Pacheco Pereira mas sim os factos que ele relata que não são notícia.

          • Rui Silva says:

            Meu caro, não se faça de desentendido, não troque o nome ás coisas, pelo que li no seu “post”, parece-me que a sua amargura não é em relação a factos mas sim em relação ás opiniões…

            Rui SIlva

          • j. manuel cordeiro says:

            Parece-lhe mal.

          • Nascimento says:

            Eu também gostava de saber! Ó Ruizinho, nos ” genéricos”, não há nada como o Marcelo. E tu adoras o palhaço do reino. Até aposto que bais botar no intrigas prá prizidencia ,hem?Ai os bolinhos…

    • Nascimento says:

      E é um intelectual. E não me causa urticaria: E não gosto da figura de estilo. E é arrogante.E não concordo com ele, na maior parte do que disse e escreveu.
      E hoje apoio a maior parte do que diz e escreve. Só isso.

      Referencia? Nunca e em relação a ninguém ( costelinha anarquista)… tu é que tens um problema. Não comas tantos bolinhos que essa merda faz-te mal ao kostról filho….

    • José Rita Ribeiro says:

      Pacheco o demagogo..!! Roça a intolerância em relação a quem lhe deu “mama”. Rasga o cartão de militante..!! Deixa de ser um indigente intelectual….., mau caracter e intolerante.


  3. O PP está já num estado de perturbação tal que o coloca nas franjas da histeria.
    O coitado suporta cada vez menos a evidente marginalidade política, e só encontra pé na constância dos ódios.

    • j. manuel cordeiro says:

      Não se incomode tanto com as vozes discordantes da verdade oficial.


      • Engana-se!
        O desempenho do PP é da maior utilidade pedagógica, tal a clareza de um regurgitar retro num tempo impiedoso para quem se limita a projectar o passado no futuro.

        • Nightwish says:

          Aqueles que não aprendem com a história estão destinados a repeti-la. – George Santayana


  4. Não há amor como primeiro c p, e é só isso que o Pacheco tem, falta de carinho e de reverência!!!

  5. ompc says:

    O Pacheco Pereira é um ressabiado….

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.