«Segundo o JN apurou, a rutura é recente»

Se o JN lesse aquilo que se escreve, quer aqui, quer no Público, saberia que a ruptura é excelente e que a rutura, além de supérflua, não é recente.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.