"Socretinismo"

 A frase de A. Pinto Pais “o socretinismo comanda, qual doença contagiosa, uma enorme rede de interesses, que se estende até serventuários de meia tigela” merece o destaque de um título, tão incisiva e oportuna ela é.

Não tenho tido, por várias razões, qualquer vontade de escrever. Ou então são tantos os assuntos que me enojam que prefiro não lhes mexer, para não aguentar o mau cheiro. Mas esta frase de A. Pinto Pais espevitou-me. Socretinismo!

 Mas mesmo espevitado não consigo dizer duas. É uma inépcia total. Gostaria por exemplo de saber porque razão não mais se viu ou ouviu qualquer notícia acerca do último escândalo sucateiro onde havia suspeitas de estar enfiada uma vereadora da Câmara do Porto, professora de Ética. Nickles! Será difícil imaginar que poderes abafadores estarão por detrás deste silêncio? Socretinismo!

 Gostaria de saber como é possível não se fazer nada para pôr de pé a dignidade e a eficiência da justiça. Será porque a classe política, inundada de corruptos, não pretende porque tem medo de ser apanhada na rede de uma Justiça a sério? Dá a ideia que a fossa em que se tornou este país até já sujou a justiça, retirando-lhe toda a credibilidade e toda a capacidade de levar a cabo os graves processos que tem entre mãos: Casas Pias, Freeports, faces ocultas, megafraudes económicas, corrupções de cima abaixo… Socretinismo!

 Gostaria de saber porque é que este (des) governo, se empenhou tanto na destruição do Serviço Nacional de Saúde, quando este tinha atingido um patamar de elevada qualificação a nível internacional, fazendo da assistência médico-sanitária uma mina de ouro do grande capital, um monopólio da exploração e da mira de superlucros, em que os pacientes não são mais do que material que sustenta a grande fábrica de exames e intervenções, com desprezo por uma verdadeira clínica, moderna mas criteriosa, séria e humana. Socretinismo”.

 Gostaria de saber porque é que este (des) governo levou o ensino ao caos em que se encontra, apenas para o entregar à bandalheira e à avidez do sector privado, não sendo capaz ou não querendo reconhecer que o Ensino, assim como a Saúde, são duas colunas fundamentais da estrutura do Estado, e que não podem sair da sua alçada. É uma verdade insofismável. Qualquer sociedade que não entenda isto é uma sociedade errada e menor, podendo os governos responsáveis considerar-se como moralmente criminosos. Socretinismo!

 Só para terminar gostaria de saber o que vem cá fazer o papa? Pedir perdão dos milhares de crimes praticados dentro da igreja? Já não falo dos crimes do foro económico-financeiro, mas dos milhares de crimes de pedofilia e de perversão sexual, ou dizer que está disposto a entregar os criminosos à Justiça? Claro que o socretinismo não é o culpado, mas não é capaz de deixar de ser cúmplice. Antes de ser programada a viagem deveria fazer-se uma espécie de recenseamento, isto é, saber quem são os cidadãos católicos e os não católicos. Isto porque os cidadãos não católicos não têm nada que pagar as despesas que o Estado irá ter, como prevejo. Desta forma, só aos católicos deveria ser adicionada a despesa no IRS. Eu não tenho nada a ver com esta farsa, é injusto ter de a ajudar a pagar. No fundo, socretinismo.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    O socretinismo serve a muita gente. Ter mérito, credibilidade e ser competente dá muito trabalho, é mais fácil mandar umas bocas,pedir dinheiro emprestado lá fora e dar obras públicas aos amigos…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.