O vício foi mais forte

Eu, com o meu fato de atleta dotado pela Natureza, a snifar uma dose de Aventar

Pois é, o vício foi mais forte e acabo, afinal, por não sair do Aventar. Prometi que saía, por causa de desavenças internas provocadas pela entrada de Carlos Santos, mas parece que não consigo manter uma reles promessa. Nunca mais digo mal dos políticos que não cumprem promessas – eis mais uma promessa para quebrar ainda hoje.
A culpa nem sequer é minha. Para o meu regresso, concorreu uma incrível vaga de fundo como eu nunca tinha visto até hoje. Foi preciso viver até aos 39 anos para acreditar que as vagas de fundo existem mesmo.
Vou deixar-me de tretas. A verdade, verdadinha mesmo, é que eu sou do Aventar desde pequenino…

Comments

  1. Carlos Loures says:

    Volto a dizer-to, agora publicamente: admirei a tua coragem. Coragem, obstinação e teimosia são coisas diferentes. Para abdicar das nossas teimosias e obstinações é que é preciso ser corajoso. A obstinação conserva-se por inércia. Um abraço, Ricardo, o Aventar sem ti não seria o Aventar.

  2. Iscas says:

    Professor Ricardo…o Benfica hoje vai ser levado ao colo?

  3. Luis Moreira says:

    Ricardo, isto sem ti seria como um jardim sem flores (não te estou a chamar flor…)

  4. Carlos Loures says:

    Ó Luís, se o Iscas é aluno do Ricardo, já viste o que ele ensina aos jovens?

  5. Ricardo Santos Pinto says:

    Ele não é meu aluno. Chama-me Professor Ricardo ao estilo de Professor Karamba.

  6. Carlos Loures says:

    Vá lá!…Desta escapaste. Os adeptos do Glorioso, que constituem a grande massa de contribuintes, a pagar a professores que ensinassem tais coisas aos jovens, era caso para um julgamento ateniense, como fizeram ao Sócrates (filósofo) por perverter a juventude.

  7. maria monteiro says:

    voltou a normalidade : )

  8. Raul Iturra says:

    Muito bem Ricardo! Admiro essa sua liberdade de expressão! Quando a zanga mexe em si por debates desnecessários não pode menos que o manifestar, de forma directa e usando a sua liberdade de expressão, pela qual tanto temos batalhado! Agadeço a sua confiança em mim por meio de e-mails e por me ter convidado a ser parte do seu Aventar. Tenho investido tanto para escrever mais, que enviéi o meu comptador fixo a uma empresa para incrementar em quarenta mil jigas a memória.
    Os agradecimentos são por ter-me convidado e não me abandonar, continuando a organizar os meus posts, como outros amigos aventares fazem, e por se ter confidencido comigo.
    Ora bem, a fto que aparece, é o Ricardo, ou tirada de uma fonte qualquer? Se é o Ricardo, Deus me livre de nos desencontrarmos! A força que mostra a imagem é muito forte.
    Fico contente de continuarmos neste lar pacífico denominado Aventar e que fique dentro dele..

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Obrigado, caro professor. É um prazer tê-lo por aí.
      Quanto à fotografia, não se assuste. Não sou eu…

  9. Raul Iturra says:

    Ainda bem, Caro Ricardo! Começava a ter medo se fosse essapessoa! Até fugia de si para não entrar em zarilhos com tamanho gigante!
    Quanto ao prazer, é todo meu! Ate travei a escrita de um livro, porque como bem diz, o Aventar é um vício! E vice-versa:é muito bom telo por perto!
    Abraço

  10. Carla Romualdo says:

    muito bem-vindo, alegro-me muito com o teu regresso e coisa e tal mas tomo nota dessa comparação entre aventar e chulé, ai tomo, tomo

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.