Somos todos enfermeiros, somos todos valencianos

O Ministério da Saúde só poupa no que não deve.
Quer poupar nos enfermeiros, a quem paga mal e porcamente (alguns recebem hoje em dia 800 euros). Aceita vagamente que em 2013 todos estejam a receber 1200 euros, quando é a própria Lei que obriga a que os licenciados que entram na Função Pública recebam um valor superior. Mais do que os vencimentos, impressiona a instabilidade de quem vê a sua carreira protelada no tempo num sector com tantas carências humanas.
Quer poupar, mais uma vez, nas Urgências nocturnas das populações do interior. Já morreu gente com estas «brincadeiras», mas o Ministério não quer saber que um universo de cerca de 15 mil pessoas fique sem atendimento durante a noite e tenha de se dirigir a Espanha.
O Ministério da Saúde poupa no que não deve, mas não poupa no que deve: nos desperdícios dos hospitais de gestão público-privada, nos apoios e benefícios às grandes empresas privadas na área da saúde, na política do medicamento – promoção dos genéricos, difusão da venda por unidose, obrigatoriedade da prescrição por denominação comum internacional, diminuição dos lucros pornográficos das Farmácias.
Todos sabemos por quê. Porque não interessa aos grandes grupos – os Grupos Mellos e quejandos, as Farmácias, a indústria farmacêutica. E neste caso, os enfermeiros e os valencianos são apenas «peanuts».

Comments

  1. Indignado says:

    Ainda bem que alguém soube informar-se! Outros que partilham o seu blog não o fizeram…

    Ainda bem que o senhor o fez!

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    este blogue, cada um tem a sua opinião, caro Indignado. Força na luta!

  3. Pedro Rocha says:

    E que tal criar um doutoramento em fazer um penso? Ou um pós-doc em medir a tensão?
    Deixem-se de tangas e em vez de obrigar o estado a suportar um conjunto de auxiliares de acção médica que é obrigado a fazer o trabalho de enfermagem, trabalhem!

  4. COMENDADOR says:

    Mais um artista de Tangas ! de obrigas e de trabalhem – Dz o ditado popular o melhor policia é o Ladrão ! Pedro Rocha deve ser dos que trabalham no duro, arduamente neste país – para estar a mandar trabalhar, quem se não cumprir – lá vai mais um de nós ! basta trocar um medicamentozito na seringa e puff … percebeu , não brinquemos com a seriedades que devemos prestar, alguém com minimo de inteligência acredita que um auxiliar substituí um Enfermeiro/a ? é como o segurança do tribunal ir substituír-me na minha função de Jurista / Magistrado – só para fazer número com o devido respeito pelo trabalho do segurança. Acautelem-se com os comentários incendiáris.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.