Saudade.

Comments

  1. Luís Moreira says:

    Eu chorei,Fernando, mas ela não me ouviu…

  2. maria monteiro says:

    Luís às vezes um lenço ajuda

    Jogo do Lenço (JSaramago)

    Trago no bolso do peito
    um lenço de seda fina,
    dobrado de certo jeito.
    Não sei quem tanto lhe ensina,
    que quanto faz é bem feito.

    Acena nas despedidas,
    quando a voz já lá não chega
    nas distâncias desmedidas.
    Depois no bolso aconchega
    as saudades permitidas.

    Também o suor salgado
    às vezes enxugo a medo,
    que o lenço é mal empregado.
    E quando me feri um dedo,
    com ele o trouxe ligado.

    Nunca mais chegava ao fim
    se as graças todas dissesse
    deste meu lenço e de mim.
    Mas uma coisa acontece
    de que não sei porque sim:

    Quando os meus olhos molhados
    pedem auxilio do lenço,
    são pedidos escusados.
    E é bem por isso que penso
    que os meus olhos, se molhados
    só se enxugam no teu lenço.

  3. mjrijo says:

    “Quando os meus olhos molhados
    pedem auxilio do lenço,
    são pedidos escusados.
    E é bem por isso que penso
    que os meus olhos, se molhados
    só se enxugam no teu lenço.

    A falta desse lenço é tramada


  4. Obrigado a todos pelos comentários.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.