E a gripe A?

Conhece alguem que tenha tido a gripe A? E que se tenha vacinado?

Parece que 85% do pessoal médico e de enfermagem não se vacinou apesar da propaganda em tudo o que era sítio visível. E se alguém aparecia num hospital engripado? Seria a A? Quantos diagnósticos positivos? Mil? Cem? Mais ou menos que nos anos anteriores com a gripe vulgar?

Estas dúvidas assaltavam-me ao ler um artigo que, assim, no meio do verão,alguem se tenha lembrado das milhares de vacinas que jazem num qualquer armazém e que custaram uns milhões de euros. A gripe tinha aparecido no inverno do hemisfério Sul, havia essa experiência, não tinha havido desgraça  nenhuma, então a que se deveu aquela publicidade toda?

Vésperas de eleições, dizia o autor, desviar as atenções, não te importes com a crise  financeira, podes morrer com a gripe, seria a mensagem subliminar!

Eu, francamente, comecei a ter o nariz entupido e uma dorzinha na garganta. Eleições?

Comments

  1. Nightwish says:

    O Luís preferia que houvesse uma pandemia mas não houvesse vacinas?
    Só é possível saber a mortalidade de uma pandemia depois de estar espalhada pelo mundo inteiro. Mas aí já não serve de muito. Estou grato pelo que foi feito.

    • Luís Moreira says:

      Nightwish, já havia a experiência do hemisfério Sul, não houve pandemia nenhuma, nem lá nem cá.

  2. António Soares says:

    Ainda há quem acredite no sistema…

  3. Nightwish says:

    Mas sistema de quê? Era uma cabala para dar emprego aos médicos?
    Também o Y2K não era importante porque os aviões não cairam todos ou porque se resolveram as coisas?
    Mas eu não me importo, deixa-me ficar com a sua vacina da próxima vez e você fica com a sua convicção.

  4. António Soares says:

    Por mim…fica com todas.

  5. Nightwish says:

    Claro que não houve, mas podia ter havido. Ou as pessoas morreram porque lhes apeteceu?


  6. A Gripe A desapareceu tão depressa como apareceu. Nunca mais tinha ouvido falar nisso. É claro que não há coincidências 🙂

  7. maria monteiro says:

    grande negócio esse da gripe A

  8. Dario Silva says:

    A palavra chama-se Golpada.
    E isto aconteceu à medida que os media anunciavam que em 97,5% dos casos detectados, a gripe desaparecia como uma gripe normal.

    A histeria continuou. Qual a próxima? Cristo vem ao templo dos vendilhões? E o Vaticano cessa de existir… esse farol do mundo neo-capitalista!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.