Quem quer destruir o Estado social?

    
Em 2003, numa altura em que a taxa de desemprego rondava os 6%, o Governo PSD de Durão Barroso diminuiu para 270 dias o prazo de garantia dos candidatos ao subsídio de desemprego, isto é, um beneficiário teria direito ao subsídio se tivesse trabalhado 270 dias nos últimos dois anos.
Em 2010, no auge de uma crise económica que já atirou a taxa de desemprego para valores históricos, acima dos 11%, o Governo PS de José Sócrates aumentou para 450 dias esse mesmo prazo de garantia, retirando a milhares de trabalhadores o direito de aceder a uma prestação social para a qual contribuiram com os seus impostos.
Quem é que quer destruir o Estado social?

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Isto é o que eles chama de “sustentabilidade” da Segurança Social. retiraram direitos, baixaram subsídios e aumentaram a idade de reforma! grande coisa!

  2. Ferreira says:

    Não é justo para quem merece, mas justo para os malandros… Infelizmente, no nosso país, os últimos encontram-se em grande superioridade numérica.

    Um trabalhador com vários anos ( > 20) de casa têm todo o direito de receber um justo subsídio de desemprego, afinal trabalhou para isso. Mas trabalhar 270 dias e receber subsídio? Vejo muitos anúncios para emprego, mas vejo muitas desculpas para não o aceitar… (Afinal com 12º anos de novas oportunidades o povo deveria estar exercer cargos administrativos e não trabalhar na loja de roupa…).

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.