Com os alemães ficamos sempre a ganhar, ai pois é

O ministro alemão, Karl-Theodor zu Guttenberg, que fez, descobriram agora, um doutoramento plagiado, pediu, arrependidíssimo, e a universidade enganada retirou-lhe o doutoramento cópipaste.

Com este escândalo Karl-Theodor zu Guttenberg que já era o ministro mais popular do governo alemão subiu 5 pontos na consideração das sondagens locais.

Conto isto por causa daquele mal português em nos amesquinharmos perante o dono estrangeiro, hoje mais o alemão que o inglês, provincianismo que também já tivemos com a França.

Estas coisas são dos ministros, não são dos países que os têm, são mesmo da condição de ministros, primeiros ou não. Acontecem em toda a parte.

A única diferença é que por cá a universidade enganada não aceitaria, nem a pedido, retirar um título académico obtido fraudulentamente. O que é sempre consolador, pensando na nossa superioridade em matéria de tenacidade, mentira e coerência, convenhamos.

Comments


  1. A única diferença é que por cá a universidade enganada não aceitaria, nem a pedido, retirar um título académico obtido fraudulentamente. O que é sempre consolador, pensando na nossa superioridade em matéria de tenacidade, mentira e coerência, convenhamos.

    Até tiramos os graus obtidos ilicitamente, é famoso o caso da Ana Luísa Braga Soares.


  2. A senhora não foi ministra… faz toda a diferença. Além de que é caso raro, mas serviços de tese ao domicilio, na net, são mato.


    • Além do mais:

      Resulta curioso comprobar que los lusitanos han sustituido los títulos nobiliarios por títulos académicos. A los licenciados se les trata socialmente de doctor y a los doctorados de profesor doctor,y en estas palabras hay como un eco de antiguos tratamientos de señor conde o señor marqués.

      Tirado daqui.


      • Passo a vida a queixar-me disso, como bom coimbrinhas. O hábito enraizado de assinar com os dois apelidos do pai, o chamado nome de família, também faz parte do protocolo feudal.

  3. xokapic says:

    pois é

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.