Mudam-se os tempos…

Felizmente o sanguinário George W. Bush já não está na Casa Branca, as posições dos EUA no Conselho de Segurança da ONU são agora motivadas por razões exclusivamente humanitárias, sem interesse em petróleo como aconteceu no passado no Iraque, hoje com o Prémio Nobel da Paz, Barack Obama na presidência, a defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, são a única prioridade da administração americana, como acontece em relação à Líbia, país onde todos sabemos existir apenas areia e deserto, para além da genuína vontade popular em estabelecer um regime democrático com respeito pelo direito das minorias. Não é à toa que ainda não existem vigílias ou manifestações pela paz nas capitais europeias, afinal Muammar al-Gaddafi é bem pior que Saddam Husseim, não me ocorre qualquer outra razão para ver os outrora anti-americanos, hoje na primeira linha da opinião pública a defenderem uma intervenção da ONU, bem sei que a palavra NATO ainda lhes é difícil de pronunciar, talvez num eventual segundo mandato de Obama o consigam, mas para já, defendem que seja estabelecida uma zona de exclusão aérea na Líbia. A vontade dos habitantes de Tripoli, ou de outras cidades fiéis ao regime, não faz parte da equação…

Comments

  1. Regime à Rasca says:

    A CIA é que desconhece todas essas boas intenções…
    e como o inferno está cheio de boas atenções, logo vivemos no paraíso.

  2. A esquerda anda dividida:)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.