Apelo à oposição

Tenho estado a ouvir Sócrates na abertura do congresso do PS. É notória a reacção entusiasmadíssima da audiência a determinadas partes do discurso, facto que leio como estando o PS a começar a acreditar que poderá ganhar as eleições. E esta é, parece-me coisa que o PSD não tem e, quiçá, não virá a ter.

Sócrates tem estado a pegar em todos os temas onde qualquer mexida assusta um extenso eleitorado, como as privatizações, o despedimento, o estado social, a escola pública e o SNS e acusa o PSD de querer fazer tudo aquilo que o PS tem vindo a fazer. O partido que deu origem a este governo é o que mais tem destruído o que existia nestas áreas. Terão os partidos da oposição arte suficiente para explicar de uma forma clara e simples, item a item, esta óbvia realidade?

Organizem-se! O pior que nos pode acontecer é termos um compulsivo manipulador a governar-nos de novo. Que não hesitou colocar o país em risco com a sua demissão. Que não se coibiu de exponenciar o endividamento nacional, expondo-nos assim de forma imprudente aos nossos credores.

A bem de todos, deixem de reagir ao guião socrático e preparem um caminho próprio, com um objectivo claro e tangível. Os eleitores saberão distinguir um charlatão de um líder.

Comments

  1. João Ramos says:

    Que saiba quem pos em questão o país foi o PSD de PPC ao não votar a favor do PEC. Dias piores virão concerteza e tudo provocado por uma sede desenfreada de poder.

    • jorge fliscorno says:

      Que eu saiba, quem se demitiu foi o primeiro-ministro. Que colocou a fasquia da sua continuidade em função da aprovação do PEC 4, que não precisava de aprovação na A.R., como se constata com o governo em gestão (sublinho, em gestão) a aplicar parte dessas medidas chumbadas.

      • jose says:

        Para o caso de não saber foi a oposição que colocou o pEC IV a votação. Não foi o governo
        E depois disso viu-se o que aconteceu. ou é ceguinho?
        Ainda vão chorar se o psd ganhar


        • Você mente, sabe que está a mentir, toda a gente sabe que o PEC IV não foi aprovado porque não foi negociado.
          Porque a Sócrates convinha cair agora com a choradeira do costume.
          E não me venha com essa do papão da direita: Sócrates foi o mais reaccionário dos governantes portugueses das últimas décadas, atacou o SNS, a escola pública, faz o que os banqueiros lhe mandam, pode haver pior? Pode. Mas ninguém dará por isso.

        • jorge fliscorno says:

          Ó José preciso ir buscar links onde o proprio governo admitiu levar o PEC à AR? Mas isto é irrelevante, já que, como o senhor bem sabe, o plano foi provocar a queda. O medo de correrem mal os mega empréstimos de Abril e Junho falou mais alto do que o interesse do país.

          Chorar se o PSD ganhar? Como já deve ter lido as notícias sobre o Ecofin, é irrelevante que partido governará nos próximos anos. Mas o que faltava era sermos governados pelo que nos enterrou (recomendo-lhe o post mais a cima com uns gráficos elucidativos).

  2. João Ramos says:

    E que se saiba já agora quem quer destruir constitucionalmente os direitos primordiais do cidadão é simplesmente o homem que quer ser PM.Erros ouve mas um homem que não está moldado para governar é sem duvida PPC. Jà para não falar de poder de discurso e ainda mais de decisão.Um boneco comandado por uma irmandade sequiosa de negocios também.Por isso os pratos da balança estão equilibrados e mudar para pior mais vale ficar como estamos…

    • jorge fliscorno says:

      Se vamos por julgamentos de caracter, nunca mais daqui saímos.

      constitucionalmente os direitos primordiais do cidadão

      Refere-se a quê? Aquela parvoíce do despedimento com razão atendível? Será preciso lembrar qual foi o partido que propôs criar um fundo para facilitar os despedimentos? E qual foi o partido que propôs reduzir consideravelmente as indemnizações por despedimento?


  3. Eu já pensei numa solução: FUGIR PARA BEM LONGE e deixar estes tugas malucos serem governados por este louco!

    • jorge fliscorno says:

      E parece que é a solução seguida por muitos, especialmente por licenciados que tanto dinheiro custaram ao estado a formar.

  4. Augusto says:

    Com a vinda do FMI o caminho está traçado.

    Passos Coelho-Paulo Portas-José Socrates, têm o mesmo programa para apresentarem aos portugueses, as medidas de austeridade do FMI.

    Tudo o resto é pura demagogia.

    • jorge fliscorno says:

      A oposição também inclui o PCP, BE e PEV 🙂

      Em todo o caso, não concordo com a ideia do são todos iguais. Mas mesmo que o fossem, nunca iria oferecer o meu pescoço àquele que acabou de fazer o nó de forca.


  5. Os eleitores, como sempre, elegeram um líder, pese embora ser um charlatão.

  6. jose says:

    Ai agora tás com medito… Não deitassem abaixo o governo. O PS ainda não perdeu meus caros


    • Com medo estás tu, de perder o tachinho. Os boys do PSD vão ocupar o lugar dos meninos. Olha para mim preocupado.

    • jorge fliscorno says:

      Medo? Haverá quem o tenha, ruispedros e afins. Eu que não faço da vidinha a minha vida é que não estou no saco.

      E já que insiste, deixe-se de tretas. Quem se demitiu foi o seu amado líder. Não foi nenhuma moção de censura nem o PR.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.