Mas é um actor ou um governante que vamos eleger?

imageO Sócrates é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que nunca sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele não teve,
Mas todas as que ele não tem.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a ilusão,
Esse comboio de corda
Que se chama eleição.

 

* resultado de se estragar o poema Autopsicografia de Fernando Pessoa

Comments


  1. LOOLL

  2. jorge fliscorno says:

    Uma espécie de fast-food do coração, com imagem self-service.

  3. anónimo, please! não quero ser abocanhado.... says:

    Tanta farsa!
    O homem chorou, lágrimas de crodilo, peçonhento.
    Que nojo. Já Chega. Não pode ser !!!!
    Que “ódio” incontrolável por tanta falta de seriedade.

  4. antonio abrantes says:

    eu gostava de o ter a trabalhar para mim , mas infelizmente tenho trabalhado e muito para ele….

  5. Artur says:

    E nem sequera é um bom actor. Mas como o publico não é exigente…

  6. Maria jf says:

    Com tantos dotes, não lhe srá difícil arranjar um trabalhito

    Bom actor, até será. O público é que já está saturado de ver sempre a mesma peça!

Trackbacks


  1. […] desfavorecidos? Será crença sincera? Seja como for, é a escolha do facilitismo, é o elogio da lágrima obscena de Sócrates, é querer estar ao lado de duas figuras sinistras como Luís Capucha e Valter […]


  2. […] oportunidade para 9 Novas Oportunidades Posted on 29/12/2011 por jorge fliscorno Momento ao-coração na última campanha […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.