Bastonário – Não vale mexer no meu lobbie

O senhor Bastonárioda Ordem dos senhores doutores médicos ao ver que o senhor ministro queria tocar nas intocáveis despesas do SNS, veio muito depressa a terreiro defender mais um imposto, este numa área que lhe é muito grata.

Assim, defende o senhor Bastonário da Ordem do senhores doutores médicos, que com mais este impostozito, já não seria preciso fazer cortes nos serviços, já que quem come comida de plástico iria pagar o que os senhores doutores médicos não entendem dever poupar.

E até parece que há por aí paises que já implementaram sem sucesso uma medida semelhante e outro que a vai concretizar agora.

Comments


  1. A ignorância e a desonestidade intelectual são atrevidas. Para um país pobre, dos mais pobres da europa, o nosso SNS é um luxo, muito melhor do que os de alguns dos países ricos. E saberá o escriba dos balúrdios que se gastam- e que nós pagamos ( aqueles que pagam impostos, claro – ) para tratar doenças provocadas por deficiências alimentares provocadas pelos fast food e correlativos. As nossas crianças são das mais obesas da europa. DE certeza que não é de comer sopas e saladas…

  2. Mjoao rijo says:

    O que eu sei, é que para muito boa gente, um hamburguer que nalgumas épocas custa 1 euro, é a única refeição que podem comer que tenha carne. E na minha opinião, essa taxa é apenas mais um imposto que resolveram inventar para sacar mais algum.

  3. Dario Silva says:

    Tretas.
    Mas alguma destas personagens de quadradinhos está em condições que nos “outros restaurantes” a comida é “boa” ou “melhor” que a comida dos outros?

    Já que se fala tanto em gastronomia blá blá blá, não seria justo criar-se um imposto sobre os açucares do pudim de abade de Priscos? ou sobre as gorduras das alheiras de Mirandela?Ou sobre a potência da posta de Miranda, a chanfana do Mondego, o moscatel de Setúbal e os figos do Algarve?

    Haja paciência. Mais um copinho.

  4. Ligia Valadas says:

    Depois desta estou com um medo do caraças.Estou preocupada comigo. Sou diabética, não como açucar, mas tenho dias em que os açucares me sobem, especialmente quando vejo estas invenções da nossa classe politica.Olha se algum desses loucos se lembram de taxar o açucar produzido diáriamente por todos os diabéticos deste país?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.