A TOBIS foi Vendida

Foi Oitenta Anos Portuguesa, Agora é Angolana
Foi criada em 1932 para fomentar o Cinema Português. De uma maneira ou de outra, conseguiu os seus intentos. Agora, cheia de dificuldades financeiras, com toda a gente a lutar dentro da empresa, foi posta à venda e comprada, não por empresas Portuguesas (não as há com capital para comprar seja o que for), não por empresas Europeias (não há nenhuma que acredite em nós), não por empresas Chinesas (para já estão ainda a digerir a EDP), mas, desta vez, por uma empresa Angolana (para irem somando empresas ex-Portuguesas, em competição com a China).
A venda da Tobis é quase um crime de “lesa-magestade” com o património fílmico e imobiliário a permanecer nas mãos do Estado Português, garantia de um responsável, uma garantia que vale o que vale, não tivesse também garantido que foram salvaguardados os direitos dos trabalhadores, quando o acordo prevê o despedimento de metade deles.
Enfim, estamos a preço de saldo, nós todos, e não parece haver quem nos acuda.

Comments


  1. Este é um Governo sem memória…e que não ficará na memória!

  2. marai celeste ramos says:

    Quantp à venda de saldo da Tobis, das mais antigas do mundo não não há quem nos acuda nem quem se manifeste colectivamente, a não ser por melhoria de salários, porque o património não interesa a ninguém neste povo inculto e infeliz que nem sabe que valor tem o que tem o país A Tobis Portuguesa foi criada em 1932, com o intuito de apoiar e fomentar o desenvolvimento do Cinema Português tendo, desde então, norteado a sua actividade em função das diferentes necessidades do meio cinematográfico e audiovisual português.

    Originalmente, a Tobis centrou a sua actividade na produção de filmes e na realização de trabalhos de laboratório. Em 1955, verificou-se uma operação de concentração com a Lisboa Filme, uma das principais produtoras portuguesas e responsável pela produção de algumas das mais emblemáticas obras das décadas de 30, 40 e 50. Os direitos desses filmes, cujo conjunto integra o Catálogo Tobis, tornaram-se propriedade da Tobis.

    Com o decurso dos anos e com a constante preocupação de adaptar a sua oferta à procura do mercado, a Tobis abandonou definitivamente essa vocação de produção e privilegiou o desenvolvimento de um conjunto de serviços fundamentais na área da pós-produção.

    Esta política, através da qual a empresa se assume como um parceiro de trabalho incontornável, que disponibiliza um vasto leque de opções com a mais alta tecnologia, traduz-se no conceito one stop shop . Num único local, a Tobis dispõe de equipamentos topo de gama e de técnicos especializados, que permitem que o cliente realize qualquer trabalho com a máxima eficácia, competência e rigor. Estes recursos técnicos e humanos de excelência estão capacitados para dar resposta às exigências criativas do cliente, nas áreas do cinema, televisão e publicidade, com total flexibilidade de horários, 24h por dia, 365 dias por ano.

    Recentemente, a Tobis alargou o seu espectro de actuação ao restauro de arquivos em suporte filme, pelo que actualmente presta serviços em três âmbitos identificados, porém totalmente flexíveis: FilmLab , Digital e Arquivos

    No ano em que completa 75 anos de existência, a Tobis reafirma a sua visão e missão, ou seja, a de um laboratório com um papel inovador na oferta de serviços de pós-produção. Por outro lado, consciente da importância de divulgação da sua actividade, a Tobis lança o presente sítio na Internet: um primeiro instrumento que ilustra essa preocupação e que se espera poder vir a contribuir para o crescimento e aperfeiçoamento da indústria nas áreas do cinema, televisão e publicidade.

    A Tobis Portuguesa foi criada em 1932, com o intuito de apoiar e fomentar o desenvolvimento do Cinema Português tendo, desde então, norteado a sua actividade em função das diferentes necessidades do meio cinematográfico e audiovisual português.

    Originalmente, a Tobis centrou a sua actividade na produção de filmes e na realização de trabalhos de laboratório. Em 1955, verificou-se uma operação de concentração com a Lisboa Filme, uma das principais produtoras portuguesas e responsável pela produção de algumas das mais emblemáticas obras das décadas de 30, 40 e 50. Os direitos desses filmes, cujo conjunto integra o Catálogo Tobis, tornaram-se propriedade da Tobis.

    Com o decurso dos anos e com a constante preocupação de adaptar a sua oferta à procura do mercado, a Tobis abandonou definitivamente essa vocação de produção e privilegiou o desenvolvimento de um conjunto de serviços fundamentais na área da pós-produção.

    Esta política, através da qual a empresa se assume como um parceiro de trabalho incontornável, que disponibiliza um vasto leque de opções com a mais alta tecnologia, traduz-se no conceito one stop shop . Num único local, a Tobis dispõe de equipamentos topo de gama e de técnicos especializados, que permitem que o cliente realize qualquer trabalho com a máxima eficácia, competência e rigor. Estes recursos técnicos e humanos de excelência estão capacitados para dar resposta às exigências criativas do cliente, nas áreas do cinema, televisão e publicidade, com total flexibilidade de horários, 24h por dia, 365 dias por ano.

    Recentemente, a Tobis alargou o seu espectro de actuação ao restauro de arquivos em suporte filme, pelo que actualmente presta serviços em três âmbitos identificados, porém totalmente flexíveis: FilmLab , Digital e Arquivos

    No ano em que completa 75 anos de existência, a Tobis reafirma a sua visão e missão, ou seja, a de um laboratório com um papel inovador na oferta de serviços de pós-produção. Por outro lado, consciente da importância de divulgação da sua actividade, a Tobis lança o presente sítio na Internet: um primeiro instrumento que ilustra essa preocupação e que se espera poder vir a contribuir para o crescimento e aperfeiçoamento da indústria nas áreas do cinema, televisão e publicidade.

    A Tobis Portuguesa foi criada em 1932, com o intuito de apoiar e fomentar o desenvolvimento do Cinema Português tendo, desde então, norteado a sua actividade em função das diferentes necessidades do meio cinematográfico e audiovisual português.

    Originalmente, a Tobis centrou a sua actividade na produção de filmes e na realização de trabalhos de laboratório. Em 1955, verificou-se uma operação de concentração com a Lisboa Filme, uma das principais produtoras portuguesas e responsável pela produção de algumas das mais emblemáticas obras das décadas de 30, 40 e 50. Os direitos desses filmes, cujo conjunto integra o Catálogo Tobis, tornaram-se propriedade da Tobis.

    Com o decurso dos anos e com a constante preocupação de adaptar a sua oferta à procura do mercado, a Tobis abandonou definitivamente essa vocação de produção e privilegiou o desenvolvimento de um conjunto de serviços fundamentais na área da pós-produção.

    Esta política, através da qual a empresa se assume como um parceiro de trabalho incontornável, que disponibiliza um vasto leque de opções com a mais alta tecnologia, traduz-se no conceito one stop shop . Num único local, a Tobis dispõe de equipamentos topo de gama e de técnicos especializados, que permitem que o cliente realize qualquer trabalho com a máxima eficácia, competência e rigor. Estes recursos técnicos e humanos de excelência estão capacitados para dar resposta às exigências criativas do cliente, nas áreas do cinema, televisão e publicidade, com total flexibilidade de horários, 24h por dia, 365 dias por ano.

    Recentemente, a Tobis alargou o seu espectro de actuação ao restauro de arquivos em suporte filme, pelo que actualmente presta serviços em três âmbitos identificados, porém totalmente flexíveis: FilmLab , Digital e Arquivos

    No ano em que completa 75 anos de existência, a Tobis reafirma a sua visão e missão, ou seja, a de um laboratório com um papel inovador na oferta de serviços de pós-produção. Por outro lado, consciente da importância de divulgação da sua actividade, a Tobis lança o presente sítio na Internet: um primeiro instrumento que ilustra essa preocupação e que se espera poder vir a contribuir para o crescimento e aperfeiçoamento da indústria nas áreas do cinema, televisão e publicidade. Fundada em 1932

  3. Slint says:

    Se fosse um banco tinham ido a correr para o salvar.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.