Longe da Grécia, perto da Irlanda

O Senhor Primeiro-Ministro revelou preocupações em relação às negociações da dívida grega. Nesse contexto, na tomada de posse dos membros do Conselho Nacional para a Ciência e Tecnologia, declarou:

Nós não temos uma situação parecida com a da Grécia, temos uma situação muito mais próxima à da Irlanda, que começou o seu programa há mais tempo, o nosso começou há cerca de oito meses.

Esta ideia de aproximação à Irlanda é pura especulação romântica, cuja ficção se sustenta na fé de que os irlandeses, esses sim, estão no bom caminho e nós, perto deles, também seguimos o rumo certo.

A coisa não é bem assim, e até a propósito de afirmações acerca da ‘sensibilidade social do governo’, aqui referidas, sugiro que, se eventualmente necessário, Pedro Passos Coelho se inteire da verdadeira situação social, económica e financeira da Irlanda; país que, é dado como muito provável, vai recorrer a um segundo resgate. Basta ler o que diz a imprensa irlandesa, o ‘Irish Independent’ de hoje por exemplo, do qual destaco a notícia “Relatório adverte para falhas do bem-estar social” e, em especial, o seguinte trecho:

A co-autora do estudo Bernadette acrescentou: “Falha de solidez do salário mínimo nacional e das transferências sociais em medida concreta adequada, tal como definida na presente investigação, significa que a pobreza e a exclusão social continuarão a ser uma realidade na Irlanda“.

Tomar a Irlanda como modelo exemplar, apenas se entende na lógica da obsessão pela política do empobrecimento dos portugueses – custe o que custar!

Mais exigentes, menos complacentes e menos piegas

Pedro Passos Coelho pede aos portugueses para serem mais exigentes, menos complacentes e menos piegas.

Nem vale a pena recordar Sócrates, que tinha na cassete serem os portugueses mais exigentes, mais competitivos e mais ambiciosos (tudo virtudes, à luz da matriz judaico-cristã). Depois foi o que se viu…

Mas pronto, lá vamos ter ser mais exigentes com Passos, menos complacentes com o  seu governo e menos piegas… quando nos mandam emigrar.

Temos homem!

Educação Visual

Detroit e Jeep:

Não é nada fácil conseguir bater o anúncio da VW/Star Wars do Super Bowl.

 

Porém, surpreendentemente, a Chrysler/Jeep conseguiu. E de que maneira. Bastou chamar Clint Eastwood e apelar ao mais puro sentimento de paixão. Muito bom. Podem ver AQUI.

Antoni Tàpies 1923/2012

Vais pintar a eternidade com a tua liberdade, Antoni Tapiès.

Antoni Tapiès

Ainda Graça Moura e o Acordo Ortográfico

Ainda que, para mim, as questões legais percam importância face ao direito de nos indignarmos, quando acreditamos que existem erros ou injustiças graves, é importante ler a resposta de João Roque Dias a Joana Amaral Dias, que criticou a decisão tomada por Vasco Graça Moura, tal como também fez aqui o nosso Pedro Correia.

60 anos no poder

chama-se ditadura.

Marco António Costa, o secretário da sensibilidade social

É refrescante saber que há políticos que dizem a verdade: Marco António Costa reconhece que este Governo “não aceita lições sobre sensibilidade social”. Efectivamente, este é o governo que quer resolver o problema da dívida privada (ou contraída por gente privada de seriedade, usando dinheiros públicos) custe o que custar, apresentando a factura aos que não contraíram a dívida, retirando-lhes direitos, cortando-lhes salários e aumentando preços.

Marco António é Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, o que constitui um outro exemplo de sinceridade, porque da designação do cargo transparece que está solidário com os interesses privados e que é seguro que, em termos sociais, a diferença entre ricos e pobres continuará a aumentar.

Aqui Não Fazes XIXI

NO CHÃO DO PORTO NÃO COSPES, NÃO URINAS, NÃO DEITAS PAPEL
.
PROIBIDO FAZER XIXI
Aqui no Porto somos mais terra a terra e dizemos que no nosso chão não deixaremos escarrar, mijar ou grafitar. Quem o fizer está lixado.
Já não era permitido lavar o carro apesar de ser uma acção saudável e que nos permitia poupar algum graveto, mas, enfim, o que tem de ser tem muita força e nós precisamos de mostrar que sabemos ser educados e ter uma cidade limpa, moderna e saudável.
Também já não poderemos fazer limpezas domésticas na via pública, seja lá isso o que for e quiser dizer. Imagino que não estarão a pensar na lavagem de louça ou de roupa, já que não estou a conseguir imaginar seja quem for a fazê-lo.
Atirar com papeis para o chão, mesmo em sítios em que não haja papeleiras vai também ser alvo dos olhares da polícia.
Os tipos que  a coberto da noite ou escondidos num qualquer recanto menos visivel costumam mijar, encostados a uma parede ou a uma sebe, ou os que sem qualquer cuidado ou respeito pelo próximo escarram nos nosso passeios, vão passar a poder ser multados pela Polícia Municipal.
Amanhã esta proposta do Presidente da Câmara do Porto vai a votação, esperando-se que não tenha votos contra, nem sequer abstenções, já que eles e elas, a existirem, terão um significado que não dignificará quem assim proceder.
Depois dessa prevista aprovação, não se compreenderá que os senhores da Polícia Municipal, não actuem em conformidade.

Coincidência do carago!

Deixem-nos Ser Professores, imagem de uma das manifestações de ProfessoresAqui no Porto, a semântica do título seria diferente, mas atendendo ao bom nome da casa  vamos adoptar uma referência mais simpática: CARAGO!

Que a vida nas escolas está longe de ser brilhante, todos o sabiam. Que se transformaram, muito depressa, em espaços de solidão onde os professores não vivem. Sobrevivem apenas no meio de tarefas sem sentido e no meio de gente que não quer saber, nem quer aprender…

São coincidências do carago ou talvez não, mas se eu fosse Professor de Biologia mudava de grupo

Carnaval, carnaval, carnaval

Depois de anos como assunto oficioso, a parvalheira é agora tema oficial das discussões políticas deste país falido. E quanto custa o pagode? Usando um trabalho do Público sobre o carnaval de 2011, vemos que quatro municípios (Ovar, Mealhada, Torres Vedras e Loulé), só em dinheiro vivo, deram para esse carnaval 950 mil euros, ao qual se somou apoio logístico e humano, este num valor não especificado. Noutro ponto de vista, em ajustes directos entre 2009 e 2011 (detalhes; dados recolhidos com o auxílio do site Despesa Pública),  2,882,505.67 € saíram directos do bolso dos contribuintes para a folia.

[Read more…]

Até Parece que o 1º de Dezembro ou o 5 de Outubro São Menos Importantes que a Terça-Feira de Carnaval

UMA CAMBADA DE PARVALHÕES

Quando o senhor Primeiro Ministro anunciou que não iria haver tolerância de ponto para o funcionalismo público, brinquei com o assunto colocando a canção de Jacques Brel “Ne me quittes pas”.

Estava longe de imaginar que os responsáveis políticos nacionais colocassem essa questão na ordem do dia e do fim de semana, de tal modo que pareceria que nada mais fosse importante.
Eu entendo que os responsáveis pelo Carnaval e “corso” carnavalesco das terras onde ele se verifica anualmente e traz muita gente para assistir, tenham aproveitado os 15 minutos de fama que esta atitude do governo lhes deu, e bradassem aos céus, arrepelando os cabelos, gritando que desta forma iriam cair numa desastrosa falência.
Eu entendo que os políticos de carreira, que nada mais sabem fazer do que isso, mandatados pelos seus chefes, viessem para a praça pública, lançar invectivas contra o governo e contra o seu responsável máximo.
Eu entendo que sindicalistas, [Read more…]

Portugal falha acordo. Zona Euro já admite bancarrota

Chegaram ao fim, sem acordo, as negociações entre o Governo português e a troika. As negociações vão prosseguir na segunda-feira.

A reunião entre os três partidos da coligação que está no Governo e os representantes da Comissão Europeia (CE), Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) acabou sem acordo quanto às medidas de austeridade e reformas estruturais que o país está disposto a adoptar para continuar a receber a ajuda internacional.

A troika «exige mais austeridade do que aquela que o país é capaz de suportar», afirmou o líder da PSD, Pedro Passos Coelho citado pela AFP, à saída do encontro.

Já o líder do CDS, Paulo Portas, justificou o falhanço das negociações porque «não queria contribuir para a explosão de uma revolução» e aceitar as medidas exigidas pela troika poderia ter esse efeito.

Representantes da banca internacional juntaram-se também este domingo à maratona negocial que envolve o Governo português e a troika para a adopção de novas medidas de ajuda externa àquele país, avançou a agência France Press. [Read more…]

Celorico de Basto, a Estação

Celorico de Basto e a Linha do Tâmega por volta de 1972.
Não havia democracia nesta terra!, nem Albertino Mota e Silva e Cavaco Silva tinham chegado ao poder.

 

Hoje dá na net: Solaris de Andrei Tarkovsky

Quando por aqui estreou este filme de Andrei Tarkovsky foi hábito confrontá-lo com 2001 Odisseia no Espaço. Já vi comparações piores. O mundo de Tarkovsky numa nave espacial, de uma beleza aterradora.

Ficha IMBD. Legendado em inglês.

SNS: A reforma à Macedo (II)

reforma do SNS (2)

A equipa do Ministro Paulo Macedo é constituída por génios. Prova de que estão atentos à necessidade de racionar, é o recurso a um sistema de sorteio na distribuição dos medicamentos. O que há é pouco e o medicamento como prémio é dado a quem a sorte aleatoriamente contemplar. E os outros? Sofrem e possivelmente alguns morrem. Sem remédios, não há outro remédio.