Seguro e o Camartelo Marcelo

Já era esperado que Marcelo, com uma decomposição metódica do argumentário virgem-ofendidiano do TóZé [desde logo a treta do «ataque vil e miserável»], ganhasse essa espécie de combate inédito Líder Partidário vs. Comentador Tudológico, ainda não se sabe se terá mais rounds. Seguro apanhou. Mas a verdadeira chatice do TóZé continua a ser outra e essa, para que fosse definitivamente decapitada, seria preciso fosse dita por ele e por Homens que, na sociedade portuguesa podre e falhenta composta por imbecis da casta de um vozinha Noronha ou de um caramelo Monteiro, ainda não temos: «Há uma pequena ala corrompida do PS, ainda no Parlamento, que deseja continuar a controleirar o mesmo PS comandada a partir do estrangeiro. Composta por órfãos e viúvas de um Desastre que enriqueceu imenso no preciso processo de nos arruinar e empobrecer, quem a ouve [à ala pequenina] descobre uma nova sensibilidade de Esquerda puta-que-os-pariu!» Essa gente ‘sensível’ come os miolos do TóZé todos os dias, servindo por onde passe e no que diga cocktails de esquecimento hipnótico e selectivo quanto às raízes e autores da tenaz que nos aperta, que tem duas hastes: o passado criminoso de um Governo em processo de contumaz latrocínio ao contribuinte e ilicitudes mil; o presente hesitabundo de um Governo que nos trata como gado experimental em sacrifícios unilaterais. Enfim, quanto à resposta à resposta de Seguro, viu-se bem como foi penoso a Marcelo demonstrar ter razão, repetindo o que afirmara oito dias antes, penitenciando-se apenas de um desconhecimento factual ou dois.

Marcelo é humano. Sabe que Seguro está entregue à bicharada e sabe que ele e a trapalhada dos estatutos são coisa pequena perante o monstro insaciável que se engendra internamente, destruindo-o, metendo-o a ridículo, faça o que fizer. A besta comunicacional do anticristo playboy não perdeu o jeito. Tem feito e continuará a fazer a cama quer ao condescendente Seguro quer ao condescendentíssimo Passos, que ousaram interromper tão belos e promissores negócios.

Comments

  1. patriotaeliberal says:

    O Seguro “está entregue à bicharada”?

  2. patriotaeliberal says:

    E o presente é “hesitabundo”?

    LOL

  3. patriotaeliberal says:

    Venha de lá esse monstro insaciável porque ninguém está Seguro….

  4. palavrossavrvs says:

    #1 #2 #3
    LOL

  5. Tito Lívio Santos Mota says:

    com tantas janelas no casarão do Largo do Rato e ninguém que as abra para arejar aquilo ?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.