A festa

Confesso que já tinha saudades desta senhora.

Apesar das coisas boas que algumas pessoas continuam a ver no seu trabalho e sobre as quais já escrevi no Aventar, vi sempre (defeito meu!) um ódio naqueles olhos de alguém que acorda todos os dias com uma má disposição tremenda.

E a dificuldade em defender as suas políticas continua cada vez mais evidente. Então agora, a Parque Escolar foi uma FESTA? Será que vi e ouvi bem? Uma Festa?

Valha-me S. Gregório, ouviria eu agora em Rio Tinto. Deixo outra festa para esquecer tal peça.

Nota: E a parte das saudades… Era mentira!

Comments

  1. Ricardo Santos Pinto says:

    Não consigo ver nada de bom no trabalho desta senhora. Melhor dizendo, desta ordinária, que já lhe chamei pior enquanto era ministra.


  2. Fez a festa e agora estamos todos a pagar e arrumar os cacos da festa…enfim..

  3. Zé Carioca says:

    Para “alguns” de facto foi uma festa, ou melhor uma ORGIA.

  4. João Paulo says:

    #1 Acho que houve medidas interessantes, ainda que de aplicação passível de melhores opções: escola do 1ºciclo a tempo inteiro (AEC’s e as Cantinas), a modernização informática, os magalhães e a parque escolar. No que nos diz respeito, a estabilidade por 4 anos, apesar de tudo, foi uma vantagem…. Repara que estou apenas a tentar ver coisas positivas…
    JP

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.