Lavagem cerebral? Nãaaaaaaa

Não posso deixar de rir a bom rir ao ler, no Jornal de Notícias, esta pérola!

 

A Inspecção Geral de Educação acaba de decidir a favor da lavagem cerebral da pequenada. Reparem no argumento da escola: “Do agrupamento, o pai da menina, que frequenta o jardim de infância de Santo Isidoro, recebeu como resposta que a maioria das crianças é do clube: de um total de 13 crianças da sala, apenas duas não são benfiquistas”.

 

Muito bom. Sim senhor, um argumento do “catano”. Olhem, sempre se pode mudar a letra para: “atirei o pau ao preto” ou “ao cigano” ou “ao árabe” ou, quiçá, “ao capitalista”, basta que os filhos dos respectivos estejam em minoria na sala de aula. Bonito.

 

Assim sendo, fica já lançado o desafio aos professores das diferentes escolas do Norte: logo pela manhã, no arranque das aulas, é obrigar a pequenada a cantar o hino do FC Porto. Além de ser bem bonito, não manda atirar o pau a ninguém e muito menos a animais. Se quiserem uma coisa mais, sei lá, animada, podem sempre usar qualquer coisa dos Super Dragões, eu sei lá…ora vamos pensar…”e quem não salta, é lampião”. Tudo menos aquela de Lisboa a arder. Essa não, fica muito caro…

 

Ora vamos lá, todos juntos, meninos e meninas: “Ó meu Porto…”.

Comments


  1. Vocês que gostam de futebol preocupam-se com cada coisa! 😉

  2. nightwishpt says:

    Mais uma filhadaputice num país cheio delas.

  3. slb1958 says:

    Escolas do Norte a cantar o hino do porto, era preciso que estivessem em maioria e seria dificil encontrar uma! é só basófia!

  4. maria celeste ramos says:

    Quando a criancinha tiver 7 ou dez anos irá com seu papá aos comícios do PSD (como já vão a pé ou ao colo) com bandeirinha a abanar no ar e já poderá cantar viva “ele” – o psd – e fará parte do JotaPSD – ficará safa das gracinhas escolares e bem “formatada” e levará um bofetão, no recreio, de coleguinha d’outra doutrinação

  5. Ze Maria says:

    “Assim sendo, fica já lançado o desafio aos professores…” – cito
    Independente do texto que nem me apetece classificar, permita que pergunte, respeitosamente, sob que “sumidade” VExa invoca para questionar (todos) os professores a partir de um caso UNICO?


  6. humor, amigo Zé Maria, humor….


  7. “Deixem o Mascarenhas apelar para o guarda Abel e os Super Dragões, que os do agrupamento vão ver como elas moem!”
    É incrível como o futebol consegue mexer com as pessoas!

  8. Pedro says:

    Mais que a idiotice do senhor que apresentou queixa por causa de uma lenga-lenga, cuja versão “encarnada” já é cantada aos anos, por essa Lisboa fora, e não só (o que só revela que o pai da menina é um predistinado ao encontrar nas palavras “vivó Benfica”, uma suez tentativa de condicionar, manipular e ostracizar os infantes e infantas que não sejam adeptos desse “vil” clube), é a estupidez da escola com o argumento utilizado para justificar a cantilena. Quero cá saber se a maioria é do Benfica!! Não é por essa razão que a canção é cantada em versão “extended”… Quanto a mim, pondero seriamente apresentar queixa no Ministério da Saúde contra essa mesma cantilena, mas por causa da estrofe “Batata Frita”. Então, o que é isso? Atentar contra a saúde das crianças? A incentivá-las a comer porcarias, que só fazem mal à sua saúde? As batatas fritas podem provocar obesidade, hipertensão, colestrol elevado, doenças cardiovasculares e outras maleitas. Quero só ver qual é o argumento que vão utilizar para justificar tamanha incosciência… Queres ver que são acionistas da matutano ou da pala-pala?

  9. MAGRIÇO says:

    Como é que gente adulta, aparentemente saudável, consegue ser tão fanática por uma causa menor como o futebol, deveria ser preocupação do Serviço Nacional de Saúde. Quando se chega ao ponto de atentar contra a reputação de alguém, árbitro ou não, recorrendo a uma infame artimanha para beneficiar o seu clube, parece-me já se ter ultrapassado o limite do razoável e precisa de urgente intervenção legal.


  10. Ó minha gente, Ó (algum) Povo do Aventar: Humor, catano, humor!!!!!!!

  11. Pentesiléia says:

    Eu também sou “azul” de pequenina (mas da cruz de Cristo!) e apreciadora de humor inteligente, mas tem de concordar, caro Fernando, que o humor revelado no seu texto não deixa de ter alguns resquícios de sectarismo “futebolês”, até porque no seu resumido perfil consta a sua simpatia clubística (contra a qual nada tenho, mas que inevitavelmente o coloca entre “os suspeitos”). Honestamente, se o episódio em análise fosse favorável ao FCP, mostraria o mesmo sentido de “humor”?
    Cumprimentos.

  12. MAGRIÇO says:

    #11 Exceptuando a simpatia futebolística, tirou-me os “argumentos” da boca. 🙂

  13. Maria Fohoseg says:

    Quando se trata de futebol … o caso é sempre sério.
    E como é que ainda nenhuma organização de defesa dos animais veio a publico indignar-se? “atirei o pau ao gato?” como é que é possível?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.